Centro-esquerda vence maioria das prefeituras em segundo turno na Itália

Fonte Ansa flash 21/05/2012 às 22h


 O Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, conquistou a prefeitura de 92 das 117 cidades com mais de 15 mil habitantes aptos a votar, segundo anunciou o secretário-geral do partido, Pier Luigi Bersani.

As centrais de votação fecharam às 15h locais (10h no horário de Brasília) nas 118 cidades que passaram por ontem e hoje pelo segundo turno das eleições locais. NO total, participaram 4.584.021 eleitores, sendo 3.463.826 nas regiões ordinárias e 1.120.195 na região de Sicília.

"Ganhamos sem rodeios", vaticinou Bersani, que ressaltou que agora é o momento de "honrar a vitória" e que os resultados dão indícios para as eleições gerais de 2013.

"As eleições demonstraram que existe uma força política capaz de agregar partidos e forças cívicas e que teve uma afirmação muito clara em uma situação complicada. Nosso esforço de responsabilidade foi grandemente compreendido e agora nós temos a responsabilidade de honrar a vitória", declarou o líder do PD.

Em sua opinião, a legenda de centro-esquerda "está em grau de unir mudança e credibilidade, e em vista as eleições histórias de 2013, nós apoiamos uma política limpa, séria, reformista e europeia".

Por sua vez, Angelino Alfano, secretário-geral do Povo da Liberdade (PDL), de direita, legenda do ex-premier Silvio Berlusconi, comentou que, mesmo com os resultados, "os eleitores de centro-direita continuam sendo ampla maioria no país".

"São claros dois fatos: estes eleitores não escolheram e não escolherão a esquerda e, desta vez, escolheram massivamente a abstenção. Sua mensagem é forte: pedem uma nova proposta política. Estamos determinados a oferecê-la a eles e ao país", atestou.

Também comentou os resultados do segundo turno Roberto Maroni, do ultradireitista Liga Norte.

Ele admitiu que os resultados de sua agremiação política "não foram positivos" e, entre outros, "a notícia do envio de dinheiro por Bossi a seus filhos não ajudou, mas determinou um afastamento posterior da Liga". "Pagamos um preço alto às questões que envolveram a Liga do ponto de vista midiático e do judiciário", lamentou.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 21/05/2012 ás 22h

Compartilhe

Centro-esquerda vence maioria das prefeituras em segundo turno na Itália