CEMA realiza cirurgia de implante coclear

Fonte Ecco Press Comunicação 13/05/2013 às 20h
Considerada uma das mais importantes conquistas da engenharia ligada à medicina, procedimento é indicado para pessoas com perda parcial ou total da audição. Cirurgia inclui o Hospital Cema no restrito rol de centros de referência capacitados para a sua realização
 
 
 
 
 
Realizada por um pequeno grupo de centros de referência em São Paulo, a cirurgia de implante coclear passa a fazer parte agora da lista de procedimentos cirúrgicos do Hospital CEMA. O otorrinolaringologista Andy de Oliveira foi o responsável pela primeira cirurgia do tipo, realizada em janeiro deste ano. O implante coclear já é usado há mais de 30 anos no Brasil e no mundo, evoluiu muito nos últimos tempos e gradualmente vem ganhando mais credibilidade. “Para o paciente é maravilhoso. Ele consegue ouvir normalmente e até falar no telefone”, explica o médico.
 
 
O implante coclear é um dispositivo eletrônico, também conhecido como ouvido biônico, que estimula eletricamente o nervo auditivo, devolvendo o impulso auditivo. O trabalho do cirurgião deve ser complementado por um fonoaudiólogo, pois a pessoa que passa pelo procedimento cirúrgico precisa aprender a ouvir e isso envolve uma série de exercícios específicos e dedicação do paciente. O tempo entre o procedimento e a volta da audição é de aproximadamente seis meses.
 
 
Os resultados variam de indivíduo para indivíduo, em função de uma série de fatores como memória auditiva, estado da cóclea, entre outros. O procedimento pode ser feito em crianças a partir dos 12 meses de idade e em adultos que apresentam deficiência auditiva bilateral de grau severo e profundo que não obtiveram benefícios com o uso de aparelhos de amplificação sonora individual. A diferença entre os aparelhos de audição comuns e o implante coclear é que os aparelhos só amplificam o som, já o implante fornece impulsos elétricos.
 
 
Procedimento delicado
 
O médico ressalta, no entanto, que a cirurgia é delicada e exige habilidade do cirurgião e da equipe. Por ser um procedimento realizado muito próximo do nervo da face, pode levar à paralisia facial, caso não haja o cuidado necessário. Após a cirurgia, é imprescindível o trabalho com fonoaudiólogos para que a pessoa possa voltar a ouvir com clareza. “É aprender a ouvir do começo. Como se o paciente tivesse acabado de nascer. A cirurgia por si só não surte efeito. É necessário um trabalho multidisciplinar que envolve o otorrinolaringologista, o fonoaudiólogo e o psicólogo”, esclarece Andy de Oliveira.
 
 
Segundo Oliveira, o Hospital CEMA pretende fazer cada vez mais procedimentos de implante coclear. “É uma cirurgia marcante na otorrinolaringologia. Dentro de cinco a dez anos pretendemos ser o maior centro de implantes cocleares do país”, afirma o cirurgião. Em 2011, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu o implante coclear na lista de procedimentos cobertos pelos planos de saúde. Pelo SUS também é possível fazer a cirurgia.
 
 
 
 
Sobre o CEMA
 
O Hospital CEMA, referência no atendimento especializado de olhos, ouvidos, nariz e garganta há quase 37 anos, está localizado na Rua do Oratório, 1.369, na Mooca, e atende os mais variados planos de saúde. O hospital mantém a unidade e o pronto-atendimento funcionando 24 horas, 7 dias por semana.
 
Para mais informações sobre o Hospital e seu braço social, o Instituto CEMA, acesse: http://www.cemahospital.com.br
 
 
 
 
 
Ecco Press Comunicação
Fonte Ecco Press Comunicação 13/05/2013 ás 20h

Compartilhe

CEMA realiza cirurgia de implante coclear