Celebrações do aniversário do fundador da Coreia do Norte aumentam alerta no Japão

Fonte Agência Brasil* 15/04/2013 às 8h

 

Brasília – O ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, disse hoje (15) que o país está em “alerta elevado” devido à possibilidade de a Coreia do Norte promover testes com mísseis durante as celebrações do aniversário do seu fundador, Kim Il-sung – avô do atual presidente norte-coreano, Kim Jong-un. O aniversário de 101 anos de Kim Il-sung é comemorado nesta segunda-feira.

“Estamos vigilantes e em elevado estado de alerta”, disse Onera. Ontem (14) o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que está em Tóquio, capital japonesa, reiteraram que os dois países continuarão a cooperação em meio às ameaças da Coreia do Norte.

O aniversário de Kim Il-sung é a celebração mais importante da Coreia do Norte. Muitos especialistas consideram provável que as autoridades norte-coreanas promovam os testes, aproveitando a data. No fim de semana, as autoridades sul-coreanas não observaram indicações de testes por parte da Coreia do Norte.

As celebrações em Pyongyang, capital da Coreia do Norte, começaram à meia-noite de ontem com a visita do atual presidente ao mausoléu do avô, no Palácio do Sol de Kumsusan, no qual também está também o corpo embalsamado do pai, Kim Jong-il, para prestar homenagens, segundo a agência estatal de notícias do país, KCNA.

Participaram da cerimônia Kim Jong-un, autoridades militares norte-coreanas, entre as quais Jang Song-thaek, tio do líder norte-coreano e apontado como o número 2 do regime, que depositaram flores no mausoléu de Kim Il-sung.

Também houve homenagens, com flores, na estátua de bronze de Kim Il-sung em Pyongyang, que tinha as ruas decoradas. A Coreia do Norte celebra todos os anos em 15 de abril, conhecido como o Dia do Sol, o nascimento de Kim Il-sung, com diversas atividades.

Kim Il-sung fundou o Estado comunista norte-coreano em 1948 sob a própria doutrina, chamada de juche – uma versão do socialismo baseada na autossuficiência. Ele presidiu o país até a sua morte, em 1994, quando o filho Kim Jong-il lhe sucedeu, tendo liderado a Coreia do Norte também até a sua morte, em dezembro de 2011.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 15/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Celebrações do aniversário do fundador da Coreia do Norte aumentam alerta no Japão