Capriles acusa Maduro de fazer campanha após data-limite

Fonte BBC Brasil 14/04/2013 às 12h

 


Brasília – O candidato da oposição à presidência da Venezuela, Henrique Capriles, acusou hoje (14) o candidato rival, o presidente em exercício Nicolas Maduro, de violar as leis ao fazer campanha após a data-limite de quinta-feira (11). Capriles reclamou de a televisão estatal ter exibido Maduro pedindo aos venezuelanos para irem às urnas, já que o voto não é obrigatório no país.

Além disso, foi transmitida uma visita de Maduro ao túmulo de Hugo Chávez. Na visita, o presidente em exercício aparece acompanhado do ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona. Maradona foi à Venezuela oferecer apoio a Maduro e o acompanhou no encerramento de sua campanha.

"O que esse senhor tem a ver com a Venezuela? No canal estatal, Maradona aparece dizendo que é preciso votar para fulano de tal", criticou o diretor nacional da campanha de Capriles, Carlos Ocaríz.

BBC Brasil
Fonte BBC Brasil 14/04/2013 ás 12h

Compartilhe

Capriles acusa Maduro de fazer campanha após data-limite