"Campus do futuro" pede infraestrutura própria, diz diretora da RNP

Fonte Ascom da RNP 28/05/2013 às 20h
As atividades acadêmicas e educacionais precisam de uma ciberinfraestrutura própria, afirma a diretora adjunta de Internet Avançada da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Iara Machado. Ela realizou a palestra “Campus do futuro” no 7º Workshop de Tecnologia da Informação e Comunicação das Instituições Federais de Ensino Superior (WTICIfes), que segue até esta quinta-feira (29), em João Pessoa.

 

Defendendo a existência de um “novo modelo de fazer ciência”, Iara ratificou o tema do evento, “TIC sem fronteiras”. Ela contextualizou o atual estágio da rede mundial de computadores, que vive “a fase do big data e a grande mineração de dados, com aplicações gulosas, como proteoma, astrofísica, 4K e 8K, além de redes virtualizadas, com informações espalhadas em diferentes locais”.

Esse cenário, ponderou, mostra que a ciência é sem fronteiras, mas ainda tem limitações, como a largura de banda e questões relacionadas à visualização e ao financiamento de tecnologia da informação (TI).

Para a palestrante, educação e pesquisa necessitam de ambientes de experimentação separados dos de produção. “Um perímetro da rede deve ser desenhado para que equipamentos, configurações e políticas de segurança sejam otimizados para aplicações científicas de alto desempenho, em vez de atender requisitos genéricos de computação corporativos ou de negócios”, defendeu.

Leia mais.

 

Ascom da RNP
Fonte Ascom da RNP 28/05/2013 ás 20h

Compartilhe

"Campus do futuro" pede infraestrutura própria, diz diretora da RNP