Campanha orienta passageiros do Aeroporto de Brasília sobre cuidados com a hipertensão

Fonte Agência Brasil 25/04/2013 às 20h

Brasília – A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) lançou hoje (25) a campanha “Eu sou 12 por 8” para marcar o Dia Internacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, que se comemora amanhã. No Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, funcionários, taxistas e visitantes poderão medir a pressão arterial e receber orientação sobre prevenção e cuidados com doença. Até as 20h, o atendimento será feito por profissionais do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) em três postos montados no aeroporto.

Segundo o coordenador da campanha, Marcus Bolivar, a hipertensão, popularmente chamada de pressão alta, é a principal causa de infarto, derrame cerebral e insuficiência renal, além de ser responsável por 50% das mortes no Brasil. “Escolhemos a hipertensão como foco principal, porque na maioria das vezes [a doença] é assintomática, o que leva o indivíduo a não procurar tratamento”.

Bolívar lembrou que há outros fatores de risco para a hipertensão como o tabagismo e os níveis altos de colesterol e glicose. Anualmente, são registrados no país 320 mil óbitos decorrentes de doenças cardiovasculares. O número é duas vezes maior que o das mortes por câncer, três vezes superior ao das mortes associadas a acidentes e à violência e seis vezes superior às resultantes de qualquer tipo de infecção, incluindo a Aids.

Enquanto aguardava seu embarque, o economista Bernardo Volts, aproveitou para saber como estava a pressão e constatou que estava alterada em 16 por 7.“Isso já havia acontecido algumas vezes, mas é um alerta”, disse. Bernardo considerou o atendimento rápido e de grande importância. “As pessoas acabam deixando de lado a saúde e com essa campanha elas podem até trazer para sua rotina, fazer o exame de seis em seis meses”.

Marcus Bolívar informou que estudos recentes mostram que a hipertensão também causa impotência sexual. “Nesse caso os hipertensos não querem tomar remédio para tratar da doença com medo de ficar impotentes, mas o que causa a impotência sexual é a hipertensão". Segundo ele, outros problemas decorrentes da hipertensão são alguns tipos de demência e perda de memória. É a chamada demência vascular, que pede ser evitada com tratamentos. “São tratamentos simples, com remédios distribuídos gratuitamente nos postos de saúde. Há como evitar esses problemas maiores”.

O coordenador destacou que a prevenção da doença deve começar ainda na infância. "Apesar de 5% das crianças e adolescentes apresentarem o problema de maneira secundária, há um alerta para que se meça a pressão arterial das crianças nas consultas de rotina. A possibilidade de a criança apresentar o problema com a mesma intensidade de um adulto não deve ser descartada".

A orientação da diretora do ICDF, a cardiologista Núbia Welerson, para evitar a hipertensão é que as pessoas façam atividade física, controlem o peso e evitem alimentos ricos em sódio como os embutidos e enlatados, além de adotar uma alimentação saudável. "Se forem hipertensos, tomem os remédios corretamente”.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 25/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Campanha orienta passageiros do Aeroporto de Brasília sobre cuidados com a hipertensão