Cameron diz que seria um 'erro' se o Reino Unido saísse da UE

Fonte Ansa flash 09/05/2013 às 16h

Londres hoje é parceira do bloco, mas não é membro da zona do euro, e mantém algumas restrições à livre circulação de pessoas

LONDRES, 9 MAI (ANSA) - O primeiro-ministro britânico, o conservador David Cameron, declarou hoje que seria um erro se o Reino Unido saísse da União Europeia (UE). Discursando em uma palestra em Londres, Cameron disse que "é possível uma reorganização interna da UE.

Todavia, é do interesse do Reino Unido permanecer um país conectado de forma única ao resto do mundo".

O primeiro-ministro respondeu às críticas de setores antieuropeus de seu próprio partido conservador, que pediram a saída do país da UE, chamando eles de "pessimistas".

"Alguns pessimistas dizem que não existe o espaço para uma reforma da UE e que simplesmente seria necessário sair. Eu acho que eles estão errados", declarou Cameron.

Na semana passada, o Partido da Independência do Reino Unido (Ukip, na sigla em inglês), movimento antieuropeu de direita, tornou-se a terceira força política britânica, alcançado um ótimo resultado nas eleições locais e conquistando numerosos conselhos municipais até então do partido conservador.

O desempenho nas urnas aumentou a pressão sobre o governo de Cameron, inclusive de seu próprio partido. Nos últimos meses, cúmplice também da persistente crise econômica na Europa, foi avançada a proposta de um referendo sobre a permanência do Reino Unido na UE.

Londres hoje é parceira do bloco, mas não é membro da zona do euro, e mantém algumas restrições à livre circulação de pessoas.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 09/05/2013 ás 16h

Compartilhe

Cameron diz que seria um 'erro' se o Reino Unido saísse da UE