Brazilian Day

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
Paiva Netto

Na cerimônia de abertura da 25a edição do Brazilian Day Festival, em Nova York, nos Estados Unidos, ocorrida no sábado, 5/9, a Legião da Boa Vontade uma vez mais se fez presente, levando a Comenda da Ordem do Mérito da Fraternidade Ecumênica, uma láurea que se tornou tradição neste evento cujo diretor-geral é o nosso amigo jornalista Edilberto Mendes, editor-chefe do “The Brasilians”.

A equipe do portal Boa Vontade (www.boavontade.com) publicou bela reportagem sobre a entrega da comenda da LBV, nessa festa dos brasileiros que comemora o Dia da Independência do Brasil, em terras norte-americanas:

“O agraciado da edição foi o cantor, percussionista, compositor, produtor e agitador cultural brasileiro Carlinhos Brown, um reconhecimento da Instituição pelos seus esforços em empreender ações sociais, por meio da música, que têm transformado a vida de crianças e jovens de baixa renda, na capital baiana. A entrega da comenda foi feita pelo jovem legionário Alziro Paolotti de Paiva, que representou o diretor-presidente da LBV. Ao anunciar o homenageado, ressaltou: ‘Todos conhecem o Carlinhos cantor, compositor, músico internacional. Mas hoje vamos premiar o que modifica a vida de tanta gente no Brasil e no exterior. Ele nos leva para o mundo inteiro, a nossa melhor parte: a da cultura, da solidariedade, do carinho que o brasileiro possui. E a Legião da Boa Vontade, que é uma organização brasileira, tem a honra de premiar Carlinhos Brown’. Recebido com carinho pelo público, o cantor assim se expressou: ‘A LBV nasceu quando nasceu o Brasil’. A frase entusiasmou a plateia, que respondeu com calorosas palmas. Em entrevista à Boa Vontade TV, enfatizou: ‘A Legião da Boa Vontade não é um projeto apenas social, é um projeto espiritual. Porque não é só uma legião. Quem são as legiões? Anjos, arcanjos. Então Deus criou uma legião de anjos para ajudar no desenvolvimento humano, para ajudar na iluminação do homem’. Em certo ponto da entrevista, virou-se para Alziro de Paiva e afirmou: ‘Diga ao seu pai que eu também sou como um filho dele, porque aquele que alimenta um homem é pai. Estou muito contente com a LBV e muito honrado por estar aqui. Essa premiação não vai para mim, mas para todos aqueles que têm Fé’”.

Grato, Carlinhos Brown. Orgulha-nos saber que a quase sexagenária mãe LBV faz parte de sua vitoriosa trajetória.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe