Brasil treina policiais em MT para patrulhar fronteira com Bolívia

Fonte Ministério da Justiça 05/08/2014 às 22h
A Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) iniciou na segunda-feira (4), a 21ª edição do Curso de Unidades Especializadas de Fronteira. Os treinamentos acontecem em Porto Esperidião (MT), distante 358 quilômetros de Cuiabá.

O curso contará com 40 policiais militares e policiais civis estaduais que atuam na faixa de fronteira do Brasil com a Bolívia.

Segundo a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, as equipes são treinadas para prevenir e reprimir os delitos típicos da faixa de fronteira, como o tráfico de drogas e de armas.

Os profissionais de segurança pública atuam em equipes criadas para patrulhar as regiões limítrofes, sejam elas urbanas, de selva ou de rio. “Eles monitoram nossas faixas de fronteira, numa parceria das instituições de segurança da União e dos estados aos quais são vinculados", destaca a secretária Miki.

Currículo

Todas as edições do Curso de Unidades Especializadas de Fronteira são realizadas em parceria com as instituições de segurança pública federais e estaduais em diversas localidades, com turmas selecionadas e formadas por policiais experientes.

Os cursos reúnem 16 disciplinas, são realizados em unidades policiais de fronteira e duram duas semanas. As instruções incluem Reconhecimento e Identificação de Drogas; Procedimentos Frente a Ocorrências Fronteiriças; Identificação de Artefatos Explosivos; Busca Veicular; e Táticas para Confrontos Armados.

Além de capacitar operadores, o Curso de Unidades Especializadas de Fronteira também forma multiplicadores – profissionais que são capacitados para serem instrutores em edições com o dobro da carga horária de aulas.

Estratégia nacional

As instruções do curso são promovidas pela programa Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron), do Ministério da Justiça, que integra o Plano Nacional de Fronteiras do governo federal.

Entre outras ações, a Enafron capacita forças policiais que atuam na região de fronteira do Brasil com outros 10 países da América do Sul, numa extensão de 16,8 mil quilômetros.


Ministério da Justiça
Fonte Ministério da Justiça 05/08/2014 ás 22h

Compartilhe

Brasil treina policiais em MT para patrulhar fronteira com Bolívia