Brasil e Suécia intensificam esforço conjunto para estimular inovação

Fonte Ascom do MCTI 09/05/2013 às 9h
A cooperação entre brasileiros e suecos em ciência, tecnologia e, principalmente, inovação deve ganhar novos contornos até sexta-feira (10). O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, recebeu nesta quarta-feira (8) a ministra sueca de Empresas, Energia e Comunicações, Annie Lööf, para discutir estratégias bilaterais em busca de competitividade no cenário internacional.

 

Já no Rio de Janeiro, interlocutores dos dois países trocam impressões quinta (9) e sexta-feira (10) pelo seminário Cooperação e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável, na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI). Durante o evento, o presidente da Finep, Glauco Arbix, e a diretora geral da Vinnova – agência sueca de inovação –, Charlotte Brogren, assinam um acordo para consolidar a parceria entre as instituições.

Na reunião de Raupp com Lööf, o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgilio Almeida, apresentou linhas gerais do Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação, o TI Maior. Representantes do país nórdico abordaram aspectos da Estratégia de Inovação Sueca.

Raupp recordou encontro com a ministra sueca da Defesa, Karin Enström, em novembro de 2012, e enalteceu as ações do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (Cisb). Inaugurado em 2011, em São Bernardo do Campo (SP), o Cisb busca identificar, desenvolver e apoiar projetos de alta tecnologia, ao interligar forças de indústria, governo e academia.

Acordo

Em março do ano passado, o Cisb e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico (CNPq/MCTI) assinaram acordo para conceder 100 bolsas para doutorado, pós-doutorado e pesquisador sênior no âmbito do programa Ciência sem Fronteiras. A primeira chamada da iniciativa aprovou nove alunos. Já a segunda, encerrada na última sexta-feira (3), recebeu 25 candidaturas.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) também lançou um edital para o Ciência sem Fronteiras, em colaboração com o Escritório do Programa Internacional de Educação e Formação (IPO, na sigla em inglês). A chamada pública aprovou 65 estudantes, que devem embarcar para a Escandinávia a partir de agosto.

Segundo a página Bolsistas pelo Mundo, o programa de mobilidade acadêmica do governo federal concedeu, ao todo, 73 bolsas para a Suécia, com 42 alunos brasileiros já enviados ao país nórdico.

 

 

Ascom do MCTI
Fonte Ascom do MCTI 09/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Brasil e Suécia intensificam esforço conjunto para estimular inovação