Brasil e Peru voltam a discutir integração energética

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h

Com o objetivo de promover a integração energética e garantir a segurança do sistema elétrico dos dois países, os ministros de Minas e Energia do Brasil, Edison Lobão, e do Peru, Pedro Sanches, estarão reunidos hoje (7) no Rio de Janeiro.


Eles vão discutir a possibilidade de estudos conjuntos com vistas à realização de inventário das bacias hidrográficas que servirão para a construção de hidrelétricas binacionais. Informações a que a Agência Brasil teve acesso indicam que o encontro tratará ainda dos avanços e definirá os temas relevantes com vistas a acordos de interconexão elétrica entre o Peru e o Brasil.

O encontro do Rio é um desdobramento do Convênio de Integração Energética assinado em maio por ocasião da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Peru, e do Memorando de Entendimento assinado em abril, em Rio Branco (AC),  pelos presidentes dos dois países.

O Memorando de Entendimento já prevê a realização de estudos de viabilidade logística e financeira para a construção de seis usinas hidrelétricas em território peruano, a um custo estimado de US$ 4 bilhões.

Na ocasião, o presidente Lula admitiu o interesse do governo brasileiro em construir parcerias com empresas peruanas da área de energia elétrica para realizar o projeto e a possibilidade de o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atuar no financiamento das hidrelétricas.

O projeto envolve as usinas de Inambari (2 mil MW), Sumabeni (1.074 MW), Paquitzapango (2 mil MW), Urubamba (940 MW), Vizcatán (750 MW) e Cuquipampa (800 MW).

Com o encontro do Rio, os dois países esperam avançar no detalhamento do projeto e do modelo a ser utilizado para a construção das usinas, bem como da utilização da energia a ser gerada.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Brasil e Peru voltam a discutir integração energética