Brasil e Países Baixos incluem indústria no horizonte de cooperação

Fonte Ascom -MCTI 29/05/2012 às 22h

Brasil e Países Baixos incluem indústria no horizonte de cooperação

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, recebeu na manhã desta terça-feira (29), o ministro das Relações Exteriores dos Países Baixos, Uriël Rosenthal. Entre os assuntos abordados durante a reunião estão editais do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), a integração do setor produtivo à cooperação entre os governos e a intenção de reforçar a interlocução e os compromissos assumidos antes.

Segundo o ministro Raupp, o Ciência sem Fronteiras possibilita que ambos os governos estabeleçam parcerias com os setores empresariais e industriais, além do acadêmico. “Esta parceria importante está avançando de maneira suave e rápida”, disse. “As empresas brasileiras e o CNPq já formulam ações para receber técnicos holandeses através do CsF, lembrando que 25% do total de bolsas direcionadas para brasileiros, estipuladas dentro do programa, serão viabilizadas pela iniciativa privada. Sem contar a iniciativa de proporcionar experiência para o bolsista dentro da própria empresa, o que já vem sendo organizado.”

Durante a reunião foi definido que será publicado em meados de junho o segundo edital para a ida de bolsistas brasileiros aos Países Baixos, mais conhecidos como Holanda (leia abaixo). Inicialmente, oferecerá 200 vagas de doutorado e pós-doutorado. Além disso, a previsão é que os selecionados da chamada anterior cheguem ao país europeu em setembro.

Áreas de interesse

O representante dos Países Baixos indicou os temas de interesse do grupo de nações, dentro da parceria com o Brasil: “Vamos incluir soluções inovadoras nas áreas de ciências da vida, tecnologia, agricultura, nanotecnologia, energia sustentável, bioeconomia, gestão da água e oceanografia”.

O ministro das Relações Exteriores convidou os representantes brasileiros da parceria a conhecer a infraestrutura a que os bolsistas terão acesso durante o período de aprendizado no intercâmbio.

Outro tema abordado foi a participação do Brasil no projeto do European Southern Observatory (ESO) – Observatório Europeu do Sul. O ministro Marco Antonio Raupp reafirmou o interesse do país em participar dele, conforme manifestação de compromisso anterior, mas comentou que restam definições internas antes de o governo brasileiro avançar com ações práticas dentro da colaboração.

Na conclusão da reunião, Uriël Rosenthal lembrou sobre a cooperação história entre Brasil e Holanda, citando o navegador Maurício de Nassau, e brincou. “Devemos manter nossa colaboração histórica, incluindo nosso interesse incomum que é o futebol, e o nosso maior, que é ganhar do Brasil na final da Copa do Mundo de 2014”.

Sobre os Países Baixos

Países Baixos é um país no noroeste da Europa, com 41.526 quilômetros quadrados, composto de 12 províncias, entre elas a Holanda do Sul e a do Norte. Seus habitantes são chamados neerlandeses e o idioma, popularmente chamado de holandês, é o neerlandês.

Ascom -MCTI
Fonte Ascom -MCTI 29/05/2012 ás 22h

Compartilhe

Brasil e Países Baixos incluem indústria no horizonte de cooperação