Bolsistas do CsF ganharão portal com oportunidades de emprego

Fonte MCTI 06/04/2013 às 21h

 

O MCTI prepara um ambiente virtual para divulgar oferta de empregos para os bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras (CsF). A iniciativa, batizada de Portal do Emprego, tem data prevista de lançamento para 10 de abril.

Portal do Emprego será lançado em 10 de abril. Foto: Divulgação/CNPqPortal do Emprego será lançado em 10 de abril. Foto: Divulgação/CNPqO site foi organizado pelo CNPq. A ideia surgiu após estudantes manifestarem a preocupação de voltar ao País qualificados e não terem mercado para atuar. De acordo com a estudante de farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto e bolsista na Universidade de San Pablo na Espanha Júnia Graziela Oliveira, a atuação profissional no Brasil preocupa todos os bolsistas brasileiros.

“Infelizmente essa é uma grande preocupação nossa. Estão investindo muito em nos qualificar, mas ao mesmo tempo não nos oferecem um lugar de trabalho para que possamos ficar no Brasil e investir todo nosso conhecimento”, lamentou.

Até o momento, o programa já beneficiou 23.105 alunos de graduação, mestrado, doutorados e pós-doutorado com bolsas de estudo. Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia Inovação, Marco Antonio Raupp, o portal contará com ofertas de emprego em diversas áreas.

“Todos os estudantes do programa terão acesso ao portal, que terá anúncios de empregos de empresas que estimulamos a participar do CsF”, explicou o ministro em audiência pública realizada no Senado Federal, nesta terça-feira (2).


Institutos de pesquisa

O ministro Marco Antonio Raupp também criticou a postura que alguns institutos de pesquisa governamentais adotaram nos últimos anos. De acordo com ele, muitos deles se “desgarraram” da programação da política de CT&I. “Se você não financiar as atividades dos institutos, apontando claramente quais são os objetivos que eles devem cumprir, eles passam a atuar simplesmente como um laboratório de um departamento universitário, fazendo pesquisa pela pesquisa”, destacou.

Aos senadores presentes na audiência pública, Raupp garantiu que a pasta promove um esforço para alinhar os institutos à Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI). “Queremos dar condições para que eles [os institutos] se envolvam com o verdadeiro conceito de um instituto de pesquisa governamental, assumindo compromissos com a política nacional de CT&I”, afirmou.

Como exemplo, Raupp citou o papel do Instituto Nacional de Pesquisas de Amazônia que se prepara para ser o instituto líder na política de ciência e tecnologia para a Amazônia Legal que está sendo desenhada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Conselho de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) e Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap).

MCTI
Fonte MCTI 06/04/2013 ás 21h

Compartilhe

Bolsistas do CsF ganharão portal com oportunidades de emprego