Bolívia reajusta salários do funcionalismo na tentativa de impedir greves

Fonte Agência Brasil* 08/04/2013 às 9h

Brasília – O governo boliviano aumentou em 8% o salário base e em 20% o mínimo nacional. Os recursos virão de investimentos em infraestrutura. Nos últimos dias, trabalhadores das áreas de educação e saúde ameaçavam deflagrar greve. O reajuste foi negociado pelas autoridades com a Central Operária Boliviana (COB).

O ministro da Economia e Finanças Públicas, Luis Arce, disse ontem (7) que o governo reformulou a aplicação de US$ 160 milhões de investimentos em infraestrutura para aumentar os salários dos trabalhadores. Segundo ele, paralelamente será feito um esforço para impedir a paralisação de alguns projetos do setor que estão em curso.

As negociações ocorreram em três etapas. Para Arce, o acordo é "saudável". De acordo com o ministro, a decisão de remanejar os recursos destinados à infraestrutura foi tomada para evitar a necessidade de aumentar a carga tributária.

*Com informações da agência pública de notícias da Bolívia, ABI

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 08/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Bolívia reajusta salários do funcionalismo na tentativa de impedir greves