Berlusconi pede que todos cooperem com novo governo da Itália

Fonte Agência Brasil* 26/02/2013 às 16h

Brasília - O ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, pediu hoje (26) que os partidos políticos se sacrifiquem para que o governo tenha condições de administrar o país. A Itália sofre as consequências da crise econômica internacional e, por isso, o futuro governo do país terá de adotar medidas de contenção que poderão desagradar à população.

"Pelo bem de Itália, todos têm de fazer sacrifícios. Não creio que Itália não seja governável", disse Berlusconi. O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, apelou para o diálogo das forças políticas na Itália, uma vez que houve um empate técnico no Senado.

"Se não for esse o caso, existe seguramente a ameaça de uma nova fase de insegurança como a que acabamos de superar [na zona do euro]", disse Schulz, que não escondeu a surpresa com o resultado das eleições na Itália.

A coligação de centro-direita de Berlusconi obteve 30,72% dos votos para o Senado, o que representa 117 senadores, enquanto a de centro-esquerda reuniu 31,6%, o que equivale a 120 senadores. O Movimento Cinco Estrelas do ator e comediante Beppe Grilo conseguiu 23,72% dos votos, transformando-se na terceira força política do país.

A coligação do atual primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, obteve apenas 9,13% dos votos. O resultado do Senado é considerado fundamental no sistema eleitoral italiano.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 26/02/2013 ás 16h

Compartilhe

Berlusconi pede que todos cooperem com novo governo da Itália