BC espera mais crescimento do volume de crédito neste ano

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
O Banco Central (BC) espera um crescimento maior do volume de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos e bens e serviços produzidos no país, neste ano. A projeção para esse indicador passou de 45% para 47%, segundo informou hoje (26) o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes.

A alteração ocorreu porque a projeção anterior foi alcançada em julho (45% do PIB). No mês passado, o crédito do sistema financeiro somou R$ 1,311 trilhão, com crescimento de 2,6% no mês e de 20,8% em 12 meses.

O resultado foi influenciado pela operação de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) de R$ 25 bilhões à Petrobras.

“Do ponto de vista do volume de crédito já estamos numa situação melhor do que a pré-crise”, disse Lopes. Entretanto, ele ressaltou que as empresas, principalmente as pequenas e médias, ainda precisam de aumento da oferta de crédito.

Segundo o Banco Central, em julho o crédito com recursos direcionados (operações com taxas e recursos definidos pelo governo, basicamente destinada aos setores rual, habitacional e de infraestrutura) apresentou “acentuada expansão” de 7,8% no mês e de 32,4% em doze meses. O valor chegou a R$ 407,8 bilhões. Nesse crédito estão incluídas operações de financiamento do BNDES.

Em julho, as carteiras de empréstimos com recursos livres totalizaram R$ 903,6 bilhões, valor que corresponde a 68,9% do total de financiamentos concedidos no sistema financeiro. A expansão no mês foi de 0,4% e de 16,1% em doze meses. De acordo com o BC, no segmento do crédito livre, o crescimento foi sustentado pelas pessoas físicas, “que mantêm trajetória de expansão”.

“As contrações de pessoas jurídicas apresentaram pequena retração, que reflete o ritmo mais lento de retomada dos negócios nesse segmento”. Outro fator na análise do BC sobre o crédito para as empresas é o efeito da valorização cambial sobre as operações de crédito com recursos externos.

No caso dos recursos livres, os financiamentos para pessoas físicas somaram R$ 442,3 bilhões, uma elevação de 1,7% no mês e de 19,7% em 12 meses. Já o crédito para as empresas alcançou R$ 461,3 bilhões, com redução de 0,7% no mês e alta de 12,8% em relação a julho de 2008.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

BC espera mais crescimento do volume de crédito neste ano