Bancários promovem greve de advertência contra mudanças no plano de funções do Banco do Brasil

Fonte Agência Brasil 07/03/2013 às 17h

São Paulo - Em sinal de protesto contra as mudanças no sistema de classificação de funções feitas pelo Banco do Brasil, teve início hoje (6), um movimento de paralisação de 24 horas nos centros administrativos e nas agências do banco na capital paulista, Osasco e região, onde atuam em torno de 14 mil trabalhadores, segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

“Queremos que seja instalada uma mesa de negociações porque as alterações foram unilaterais e a médio e longo prazo trarão enormes prejuízos financeiros aos trabalhadores”, explicou a presidente do sindicato, Juvandia Moreira. Segundo a sindicalista, as alterações vão mexer com as verbas referentes aos cargos comissionados. O movimento foi definido em assembleia, no último dia 25, data em que também foi marcada nova interrupção das atividades por uma hora, no próximo dia 20.

Procurado pela Agência Brasil, o banco não se pronunciou sobre o movimento. Por meio de nota, informou que o novo Plano de Funções, lançado no dia 28 de janeiro, estabelece “um conjunto de medidas que definem atribuições e níveis de responsabilidade distintos para funcionários”. Pelas novas regras, as funções com gratificação terão a jornada de trabalho reduzida de oito para seis horas e que a adesão é voluntária. Ainda de acordo com o comunicado, quem optar pela mudança terá aumento de 12% na hora trabalhada.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 07/03/2013 ás 17h

Compartilhe

Bancários promovem greve de advertência contra mudanças no plano de funções do Banco do Brasil