Baixa Saxônia investiga cidadãos que podem ter massacrado italianos e judeus

Fonte Ansa flash 08/05/2013 às 16h

Os dois cidadãos, um dos quais foi condenado em ausência na Itália, vivem atualmente no Estado da Baixa Saxônia

BERLIM, 8 MAI (ANSA) - A promotoria de Dortmund, na Alemanha, avalia os argumentos de dois cidadãos alemães que fizeram parte, durante a Segunda Guerra Mundial, da divisão "Hermann Goering" da Wehrmacht, o Exército nazista, e poderiam ser questionados por vários massacres de civis italianos desfechados em 1944, quando tropas alemãs ocupavam regiões do centro e do norte da Itália.

Os dois cidadãos, um dos quais foi condenado em ausência na Itália, vivem atualmente no Estado da Baixa Saxônia, confirmou à ANSA um porta-voz do Ministério da Justiça estadual.

O Ministério de Justiça da Baixa Saxônia também confirmou nesta quarta-feira que quatro ex-guardas dos campos de extermínio de Auschwitz-Birkenau, na Silésia, estão sob investigação em outro caso aberto. Eles poderão ser processados por genocídio.

Mais de 1 milhão de judeus europeus foram mortos pelos nazistas no complexo de extermínio de Auschwitz-Birkenau até 1945, quando a Silésia foi libertada pelas tropas soviéticas.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 08/05/2013 ás 16h

Compartilhe

Baixa Saxônia investiga cidadãos que podem ter massacrado italianos e judeus