Autoridades de Oklahoma buscam desaparecidos na passagem do tornado

Fonte Agência Brasil* 22/05/2013 às 8h

Brasília – Dois dias depois da passagem do tornado pela região de Oklahoma, no Sul dos Estados Unidos, as autoridades informam que ainda há pessoas desaparecidas nos subúrbios. O tornado, cuja velocidade chegou a 320 quilômetros por hora, foi classificado na categoria 5. Por enquanto, são contabilizados 24 mortos e 48 pessoas desaparecidas. Crianças estão entre as vítimas.

O fenômeno dos tornados é recorrente nos Estados Unidos, principalmente nas áreas de Oklahoma, do Texas, Kansas e da Flórida. O país é atingido por 1.200 tornados, em média, por ano, sendo o território que registra o maior número dessas ocorrências. Em seguida vêm a Argentina e Bangladesh.

Ontem (21), várias autoridades internacionais demonstraram solidariedade a Oklahoma. O arcebispo da cidade, Paul Coakley, leu uma mensagem do secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, manifestando a "profunda preocupação" com que o papa Francisco acompanha as notícias sobre as consequências do tornado.

“[O papa Francisco transmite] à comunidade a garantia da sua solidariedade e proximidade nas orações. Consciente da perda trágica de vidas e da imensidão do trabalho de reconstrução que está pela frente, pede a Deus que conceda o descanso eterno aos falecidos, o conforto aos aflitos e força e esperança aos evacuados e feridos", diz a mensagem do papa.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, lamentou "profundamente a morte e destruição deixadas na cidade de Oklahoma”e transmitiu condolências aos parentes das vítimas e afetados.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, expressou “grande tristeza” pelos efeitos devastadores da passagem de um tornado pelos arredores de Oklahoma.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 22/05/2013 ás 8h

Compartilhe

Autoridades de Oklahoma buscam desaparecidos na passagem do tornado