Atletas se preparam em Brasília para Olimpíadas de 2016

Fonte Agência Brasília 11/08/2014 às 19h

Atletas se preparam em Brasília para Olimpíadas de 2016

Centro de Excelência da UnB já começou a receber membros da Seleção Brasileira de Saltos Ornamentais

BRASÍLIA (11/8/14) - Escolhida como subsede dos Jogos Olímpicos de 2016, Brasília também desempenhará um importante papel na preparação dos atletas brasileiros. O Centro de Excelência em Saltos Ornamentais, da Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, foi escolhido para sediar treinos da Seleção Brasileira de Saltos Ornamentais. Na última semana, os principais saltadores chegaram à cidade para participar do primeiro treinamento em conjunto até o dia 18 deste mês.



Inaugurado neste ano, graças a uma parceria da instituição com o Ministério dos Esportes e com o apoio do Governo do Distrito Federal, o Centro de Excelência da UnB possui a melhor estrutura para a prática de saltos ornamentais no Brasil.



"Esse centro vem coroar todo o trabalho realizado há décadas no desenvolvimento da modalidade em Brasília, garantindo a continuidade do sucesso dos atletas da cidade", afirmou o secretário de Esporte do DF, Célio René.



Parte dos equipamentos foi doada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Segundo o supervisor de saltos ornamentais da entidade, Eduardo Falcão, Brasília oferece as melhores condições para a preparação dos atletas. "Além do clima favorável e de toda a tradição que a cidade possui na modalidade, temos agora este centro fantástico para desenvolvermos o trabalho para os Jogos Olímpicos de 2016", elogiou. O planejamento da CBDA prevê que todos os treinamentos realizados no país, neste ano e no próximo, sejam na capital.



OTIMISMO- As esperanças brasileiras de conseguir a primeira medalha olímpica nos saltos ornamentais estão depositadas em Brasília. Falcão destaca a importância da cidade que, para ele, é a capital brasileira que possui o maior número de equipes e de atletas da modalidade, além de ter revelado ao mundo duas das maiores estrelas do esporte: César Castro e Hugo Parisi, esperanças de medalha em 2016. "Esperamos conseguir o melhor resultado da participação brasileira na história dos jogos", enfatizou Falcão.



O brasiliense Hugo Parisi iniciou sua carreira no Conjunto Aquático da Secretaria de Esportes do DF, aos 7 anos, por sugestão da família. Três olimpíadas e muitas medalhas depois, o atleta revela a mudança de postura dos envolvidos com a modalidade no Brasil. Para ele, iniciativas como o Centro de Excelência da UnB podem mudar o panorama esportivo da cidade. "Brasília sempre revelou grandes atletas, mas a maioria deles acabava saindo daqui para seguir a carreira. Agora, tendo uma estrutura como essa, é possível ter as condições para ficar."



O maior evento esportivo do mundo também mobilizará diversas outras estruturas da cidade. O Estádio Mané Garrincha receberá jogos de futebol nas categorias masculino e feminino. Outros seis locais foram selecionadas para receber atletas olímpicos em treinamento: Academia Nacional de Polícia (ANP), Associação dos Servidores do Banco Central (Asbac), Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, Clube de Golfe de Brasília, Clube Naval de Brasília e Conjunto Aquático da Secretaria de Esportes do Distrito Federal.
Agência Brasília
Fonte Agência Brasília 11/08/2014 ás 19h

Compartilhe

Atletas se preparam em Brasília para Olimpíadas de 2016