Ativista cubana recebe benção de papa Francisco

Fonte Ansa flash 08/05/2013 às 16h

Berta Soler, líder do grupo Damas de Branco, pediu a benção do Papa para seu país

BUENOS AIRES, 8 MAI (ANSA) - A líder do grupo dissidente cubano Damas de Branco, Berta Soler, disse, após ter se encontrado com o papa Francisco, que a população de seu país precisa da benção do religioso, a qual disse ser "muito grande".

Soler contou, como foi publicado pelo site Diario de Cuba, que ela se aproximou do Papa no meio da multidão portando a bandeira cubana e explicou que faz parte de um grupo formado por parentes de ex-presos políticos.

"[Eu disse] ajude a Cuba, dê sua benção para nosso povo", afirmou a ativista após a audiência geral desta quarta-feira.

O Damas de Branco, que foi criado por esposas, filhas e parentes de 75 ativistas presos em 2003 por "servir de mercenários aos Estados Unidos", segundo acusações do governo, continua em atividade mesmo após a libertação do grupo entre 2010 e 2011.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 08/05/2013 ás 16h

Compartilhe

Ativista cubana recebe benção de papa Francisco