Atentado contra escola italiana de Brindisi completa 1 ano

Fonte Ansa flash 19/05/2013 às 20h

O ataque à bomba, cometido há exatamente um ano, provocou a morte da jovem Melissa Bassi, de 16 anos, e deixou outras nove pessoas feridas

ROMA, 19 MAI (ANSA) - A ministra da Educação da Itália, Maria Chiara Carrozza, e o ministro dos Bens Culturais, Massimo Bray, participaram neste domingo de uma celebração em memória das vítimas do ataque contra a escola Morvillo Falcone, em Brindisi.

O ataque à bomba, cometido há exatamente um ano, provocou a morte da jovem Melissa Bassi, de 16 anos, e deixou outras nove pessoas feridas.

Além dos ministros, a cerimônia, realizada diante da escola, contou com a presença de outras autoridades, como a vice-presidente do Senado italiano, Valeria Fedeli, que depositou um ramo de flores brancas no local.

O pai de Melissa, Massimo Bassi, também estava na cerimônia, assim como estudantes, os quais vestiam uma camiseta com a inscrição "Eu não tenho medo".

Na última sexta-feira, o Ministério Público de Brindisi pediu a condenação à prisão perpetua, com isolamento diurno, para Giovanni Vantaggiato, acusado de ser o responsável pelo atentado.

O MP pediu a pena máxima, acusando Vantaggiato de ser o responsável também por um outro atentado, cometido em 2008 na cidade de Torre Santa Susanna.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 19/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Atentado contra escola italiana de Brindisi completa 1 ano