Às vésperas das eleições presidenciais, Paraguai tem último dia de campanha

Fonte Agência Brasil* 18/04/2013 às 12h

 


Brasília – A três dias das eleições presidenciais no Paraguai, o país terá hoje (18) o último dia de campanha. Onze candidatos concorrem ao cargo, mas, segundo especialistas, as eleições deverão ficar polarizadas entre Horacio Cortés, do Partido Colorado, e Efraín Alegre, do Partido Liberal Radical Autêntico. O eleito vai suceder o presidente Federico Franco e deve negociar o fim da suspensão do país dos blocos Mercosul e Unasul, União de Nações Sul-Americanas.

O Partido Colorado, que é a maior legenda do país, organizou para hoje seis caravanas para as principais áreas da capital, Assunção. As eleições no Paraguai ocorrem no próximo domingo, dia 21. A expectativa é que, após as eleições, os líderes dos países vizinhos se reúnam para definir sobre a suspensão do Paraguai do Mercosul e da Unasul.

O Paraguai foi suspenso dos dois blocos, em junho de 2012, após a destituição do poder do então presidente Fernando Lugo. A decisão foi tomada porque os líderes dos países-membros dos blocos concluíram que o processo de impeachment de Lugo não seguiu os preceitos legais.

O representante da Unasul, Salomón Lerner; de União Interamericana de Organismos Eleitorales (Uniore), Manuel Carillo, e o chefe da Missão da Confederação Parlamentar das Américas (Copa), Gilles Chapadeau, mantiveram reuniões com os candidatos a presidente e vice-presidente sobre o processo eleitoral.

*Com informações da agência pública de notícias do Paraguai, Ipparaguay

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 18/04/2013 ás 12h

Compartilhe

Às vésperas das eleições presidenciais, Paraguai tem último dia de campanha