Às vésperas da Rio + 20, documentários brasileiros ganham destaque na programação da Netflix

Fonte S2 Publicom 21/05/2012 às 17h
Garapa”e “Estamira” são alguns dos títulos que mergulham temas-centrais da conferência da ONU e que podem ser revistos no serviço de streaming

Há pouco mais de três semanas da Rio+20, assinantes da Netflix podem entrar no ritmo de debates da esperada conferência da ONU com documentários nacionais em cartaz no serviço de streaming.“Estamira”, “Estamira para Todos e para Ninguém”,“Garapa”, “Os Carvoeiros” e “Mar Sem Fim”são algumas das aclamadas produções brasileiras, que mergulham em temas como aquecimento global, fome e miséria. Uma chance para debruçar sobre as questões sócio-ambientais país e se engajar no movimento internacional pela sustentabilidade.

O Rio de Janeiro, sede da conferência, é cenário de “Estamira”, documentário que expõe ao mundo o dia a dia de uma senhora de 63 anos que então trabalhava há 20 no aterro sanitário de Jardim Gramacho. Estamira, que sofre de distúrbios mentais, apresenta com eloquência e um quê de poesia questões como o volume de lixo produzido pelos grandes centros e a arte de sobreviver. O maior lixão da América Latina, que será desativado no dia 1º de junho de 2012, também é revelado em imagens inéditas na sequência “Estamira para Todos e Para Ninguém”.

Desbravando a Floresta Amazônica, José Padilha apresenta, em “Os Carvoeiros”, famílias que produzem carvão vegetal para multinacionais e o impacto dessa atividade em suas vidas. Os depoimentos desses trabalhadores montam uma espécie de raio-x das famílias pobres do interior do Brasil, vítimas do trabalho infantil e semi-escravo. Padilha continua o retrato da fome no Brasil com o documentário“Garapa”. A produção registra o cotidiano vazio de três famílias do Ceará, que aplacam a fome dos filhos com um composto de água e açúcar servido às crianças para substituir o leite – o chamado“garapa”.

Já quem é fã de aventura, pode embarcar na companhia de Amyr Klink em “Mar Sem Fim – Viagem à Antártica”. O documentário, dirigido por Breno Silveira, revela os bastidores desta que foi a primeira viagem empreendida pelo navegador brasileiro nas altas latitudes da Convergência Antártica. Narrada em cinco episódios, a incursão assume papel de alerta ao aquecimento global. No roteiro, paisagens incríveis e calotas polares, ameaçadas pelo derretimento.

Todos os documentários estão disponíveis aos usuários da Netflix para acesso instantâneo no site do serviço de vídeos por streaming. A assinatura mensal tem o valor de R$14.99 e dá acesso a todo o catálogo de filmes e séries de TV.

Sobre a Netflix:

Com mais de 25 milhões de assinantes de transmissão online nos Estados Unidos, no Canadá, na América Latina, no Reino Unido e na Irlanda, a Netflix, Inc. [Nasdaq: NFLX] é o maior serviço de assinatura por Internet do mundo para filmes e séries de TV. Por aproximadamente R$ 14,99 ao mês, os assinantes da Netflix podem assistir online a filmes e séries de TV transmitidos pela Internet para PCs, Macs e TVs. A base de aparelhos compatíveis com a Netflix é ampla e está em crescimento. Alguns desses aparelhos são: videogames Xbox 360 da Microsoft, Wii da Nintendo e PS3 da Sony; vários aparelhos de Blu-ray, TVs conectadas à Internet, sistemas de home theatre, gravadores de vídeo digital e reprodutores de vídeos da Internet; iPhone, iPad e iPod touch, da Apple; e Apple TV e Google TV. No total, existem mais de 800 aparelhos compatíveis com a Netflix. Para obter mais informações, visite www.netflix.com.br . Acompanhe também a Netflix no Facebook e no Twitter.

S2 Publicom
Fonte S2 Publicom 21/05/2012 ás 17h

Compartilhe

Às vésperas da Rio + 20, documentários brasileiros ganham destaque na programação da Netflix