As melhores técnicas para estudo

Fonte Visão Estratégica Comunicação 22/04/2013 às 19h

Revista estrangeira avalia as melhores formas para estudar

A revista científica Psychological Science in the Public Interest publicou recentemente uma avaliação de quais são as melhores formas de estudo e as que possuem maior eficácia. O resultado surpreendeu estudantes, principalmente os brasileiros. Dentre as técnicas utilizadas por alunos e consideradas como utilidade baixa ou mediana estão: grifar, resumir, técnicas de memorização, visualizar imagens para apreensão de textos, rever conteúdos, interrogação elaborática, auto-explicação e estudo intercalado.

Segundo a análise, os métodos mais eficazes de aprendizado são aqueles que envolvem os estudantes em testes práticos, simulados e estudos em longo prazo, dividindo conteúdos para que não se acumulem. As dicas também servem para os estudantes que estão na fase do pré- vestibular. Para eles, o recomendado é que façam muitas listas de exercícios e provas de anos anteriores das principais universidades do Brasil. Pensando nisso, alguns idealizadores e ex-alunos já têm oferecido serviços que possam dar exatamente esse suporte que os estudantes necessitam.

 

Um exemplo é o Aprendizado Coletivo, rede colaborativa gratuita e acessível para todo o Brasil que disponibiliza para seus usuários simulados dos principais vestibulares brasileiros, vídeo- aulas, sala de bate papo para tirar dúvidas e também um espaço exclusivo para escolas cadastradas. "Par facilitar o uso criamos um espaço semelhante ao funcionamento do Facebook, mas personalizado para a Educação", explica Diego Dias, fundador da rede social.

A princípio o serviço está disponível somente pela Internet, mas, em breve, devem ser lançados os aplicativos para iOS e Android. Todo o material disponibilizado gratuitamente é produzido por parceiros de conteúdo e escolas. Entre eles, o kuadro, Polinize e Vestibulandia. "As plataformas que oferecem serviço semelhante no mercado ainda não têm estrutura para orientar o aluno também na organização. Nós temos, inclusive, uma agenda virtual que é disponibilizada para cada usuário e ele mesmo administra e programa os estudos", afirma o fundador.

A eficácia do serviço já conquistou o Colégio Elite Minas, considerado a segunda melhor escola do país, segundo o ranking do ENEM. No espaço adquirido pela instituição será possível disponibilizar aos alunos da escola materiais e conteúdos exclusivos, como se fosse uma extensão da sala de aula.

Perfil dos idealizadores do Aprendizado Coletivo

 

Diego Dias - Fundador do site Aprendizado Coletivo, nasceu em Belém e mudou para São José dos Campos para fazer faculdade. Logo depois foi para São Paulo e graduou-se em Engenharia da Computação pelo renomado Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Como aluno conquistou inúmeras medalhas nas maiores competições de matemática do país. Na trajetória profissional iniciou como empreendedor da startup GetNinjas, de onde saiu para montar o Aprendizado Coletivo. Antes de empreender Diego teve passagem pelas principais empresas de tecnologia se tornando um dos pioneiros em desenvolvimento de soluções IaaS, em Cloud Computing. O executivo possui ainda experiência em desenvolvimento de jogos, tendo publicado artigos de inteligência artificial em congressos internacionais e trabalhado na maior publisher de jogos de celular do mundo (Gameloft). Fã de jogos de estratégia, costuma utilizar conceitos de jogos em todos os trabalhos que realiza.

Bruno Werneck - Sócio do Aprendizado Coletivo, formou-se em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e fez mestrado em Finanças pela NOVA School of Business and Economics, de Lisboa (Portugal). Possui 10 anos de experiência com educação tendo sido professor de Matemática e Física e gestor. Como empreendedor, Bruno é fundador do site okuadro.com, um dos parceiros do Aprendizado Coletivo, onde disponibiliza vídeo-aulas gratuitas para estudantes do Brasil. Teve carreira corporativa em empresas como Embraer e Telefônica. O executivo também é músico e utiliza o violão em suas aulas, tanto para explicar conceitos de física quanto para prender a atenção de seus alunos.

Visão Estratégica Comunicação
Fonte Visão Estratégica Comunicação 22/04/2013 ás 19h

Compartilhe

As melhores técnicas para estudo