As conquistas e a história de Zumbi dos Palmares são contadas para os jovens leitores

Fonte PAULUS EDITORA 19/11/2009 às 0h
Clara e Tomé acabaram de se conhecer na escola. Ela observa que os demais meninos apelidam Tomé de Zumbi e pergunta-lhe o porquê. Tomé explica que este apelido lhe foi dado pelo seu mestre de capoeira, pois ele era rebelde como Zumbi. A partir daí, Clara e Tomé conversam sobre a história de Zumbi dos Palmares, em um diálogo descontraído, com linguagem simples e didática, narrado no novo livro da Paulus, Zumbi dos Palmares.

Do autor Renato Lima, com ilustrações de Graça Lima, Zumbi dos Palmares conta a trajetória do mais famoso líder dos quilombos no Brasil, uma história envolta de diversos mitos e discussões. A vida de Zumbi é pouco conhecida, e os enredos contados, muitas vezes, geram polêmicas entre os historiadores. Já Palmares é uma localidade que surgiu a partir da reunião de negros fugidos da escravidão nos engenhos de açúcar da Zona da Mata nordestina, por volta do ano de 1600. Eles se estabeleceram na Serra da Barriga, onde hoje é o município de União dos Palmares (AL), segundo informa a cronologia publicada no site da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), órgão ligado à Presidência da República.

E foi em umas das aldeias deste lugar que Zumbi nasceu livre; ainda pequeno, foi capturado por soldados e entregue a um padre português, que o criou. Após um tempo, Zumbi foge e volta para seu quilombo, tornando-se herói e guerreiro ao defender Palmares dos ataques dos soldados portugueses. Em 20 de novembro de 1695, ele foi morto em uma emboscada na Serra Dois Irmãos, em Pernambuco, após liderar uma resistência que culminou com o início da destruição do quilombo Palmares. E é neste dia que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra, data que homenageia tanto sua luta contra a escravidão como a liberdade, concretizada tempos depois, com a assinatura da Lei Áurea, em 1888.

Com o objetivo de contribuir para manter viva a memória desse ícone do movimento negro, é que o novo livro da Paulus, Zumbi dos Palmares, divulga sua história de luta e vitória para as novas gerações.

Renato Lima, nascido no Rio de Janeiro em 1955, é bancário e sindicalista. Formado em Filosofia pela UERJ e mestre em História pela UFF. Em 2003 lançou o livro infantil Fera, Vandinha e Gato Rabudo. Em 2006, Chico Rei, que se encontra em sua 3ª edição.

Graça Lima é carioca, formada em Comunicação Visual pela Escola de Belas Artes da UFRJ, com mestrado em Design na PUC-RJ. Ganhou vários prêmios com seu trabalho de ilustração. Entre eles os da FNLIJ, Prêmio Luis Jardim, Prêmio Malba Taham, Prêmio O melhor para o Jovem e muitos Altamente Recomendável. Recebeu em 1982 e 1984 o Prêmio Jabuti da CBL. Fora do Brasil, recebeu três vezes a Menção White Ravens da Biblioteca de Munique na Alemanha. Há mais de 100 livros com desenhos seus, sendo que 6 deles são livros de sua inteira autoria.



Serviço

Título: Zumbi dos Palmares
Autor: Renato Lima
Coleção: Mistura Brasileira
Acabamento: Brochura
Formato: 21 cm x 27 cm
Paginas: 23
Preço: R$ 18,00
Áreas de interesse: Pedagogia e áreas afins.
PAULUS EDITORA
Fonte PAULUS EDITORA 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

As conquistas e a história de Zumbi dos Palmares são contadas para os jovens leitores