As belezas do Centro-Oeste

Fonte Ministério do Turismo 12/08/2016 às h

As belezas do Centro-Oeste

Com riquezas como a arquitetura inovadora de Brasília, a vida selvagem do Pantanal e a natureza da Chapada dos Veadeiros, região terá um dia inteiro de atrações especiais na Casa Brasil nesta sexta-feira.

Dados do Ministério do Turismo mostram que entre os brasileiros que desejam viajar dentro do país nos próximos seis meses 6,8% deverá escolher o Centro-Oeste. E para incentivar os turistas a viajarem cada vez mais para essa região, a Casa Brasil, espaço de promoção do Governo Federal no Boulevard Olímpico, promove nesta sexta-feira (12) um dia Especial para o Centro-Oeste. Na programação, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul terão uma exposição fotográfica para representar os estados, além de uma apresentação da gastronomia pantaneira, e shows de bandas típicas da região.

Para aqueles que querem conhecer mais um pouquinho das belezas do Centro-Oeste, a Agência de Notícias do Turismo preparou algumas dicas de roteiros imperdíveis na região. Programe-se e aproveite:

Catedral de Brasília. Crédito: divulgação/Embratur

Catedral de Brasília. Crédito: divulgação/Embratur

 
Brasília

O grande atrativo da cidade é o moderno conjunto urbano do Plano Piloto, tombado em 1987 como Patrimônio Mundial da Humanidade. Entre seus principais atrativos está a Praça dos Três Poderes que congrega os palácios do Planalto, Supremo Tribunal Federal e Congresso Nacional, todos projetos por Oscar Niemeyer. Próximo à Praça estão a Esplanada dos Ministérios e a Catedral – também projetada por Niemeyer – e que até hoje é objeto de estudo devido ao uso de conceitos arquitetônicos inovadores. Também vale a pena um passeio de barco ou pela orla do Lago Paranoá. Um bom ponto para observar o lago é a Ermida Dom Bosco. Para quem deseja experimentar um pouco a área residencial do Plano Piloto, o ideal é fazer uma caminhada por dentro de uma das superquadras da Asa Sul ou da Asa Norte.

Lagoa Feia, em Formosa. Crédito: Sílvio Quirino/Goiás Turismo

Lagoa Feia, em Formosa. Crédito: Sílvio Quirino/Goiás Turismo


Formosa

Localizada a pouco mais de 80 quilômetros de Brasília, Formosa conta com atrativos culturais e também de ecoturismo e turismo de aventura. Entre os locais mais visitados da cidade está o Salto do Itiquira, o maior do Planalto Central com 168 metros de queda livre. A cachoeira está em uma reserva formada por corredeiras, mirantes, canyons e mais de 35 nascentes puríssimas de águas cristalinas. Outro ponto turístico de destaque é a Lagoa Feia que tem 400 metros de largura e 7 quilômetros de extensão. Para conhecer a Lagoa há várias trilhas para passeios. No Vale do Paranã é realizado, todo ano, o campeonato mundial de voo livre. Outro destaque é o Buraco das Araras, com trilhas que levam a diversas cavernas.

Pantanal: Crédito: divulgação/Embratur

Pantanal: Crédito: divulgação/Embratur


Pantanal

O Pantanal engloba os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul – e se caracteriza por ser uma área de transição entre Cerrado e Amazônia rica em biodiversidade. A variedade de ambientes torna a região um dos principais destinos para o turismo contemplativo e a observação da vida selvagem, especialmente pela prática do ecoturismo e do turismo de aventura. A região tem uma das mais densas concentrações de vida selvagem no mundo, incluindo 10 milhões de jacarés, cerca de 700 espécies de aves e animais típicos da fauna brasileira como anta, capivara, lobo-guará e a onça pintada – alguns, ameaçados de extinção. O turista que vai ao Pantanal pode contratar safáris a partir de cidades como Cuiabá, Campo Grande e Corumbá. Há, também, a possibilidade de observar a habilidade dos pantaneiros na condução do gado, nas fazendas da região.

Chapada dos Veadeiros. Crédito: divulgação/Embratur

Chapada dos Veadeiros. Crédito: divulgação/Embratur


Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, localizado entre os municípios goianos de Alto Paraíso, Cavalcante e Colinas do Sul, possui centenas de nascentes, cursos d'água e rochas com mais de um bilhão de anos. Turistas podem se hospedar na Vila de São Jorge, onde fica a porta de entrada do parque, ou em cidades próximas como Alto Paraíso de Goiás, que conta com melhor infraestrutura de hotéis e serviços. A caminhada e banhos de cachoeira são as principais atividades nas imensas paisagens da Chapada. O parque foi declarado Patrimônio Mundial Natural em 2001 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Ministério do Turismo
Fonte Ministério do Turismo 12/08/2016 ás h

Compartilhe

As belezas do Centro-Oeste