Argentinos lotam Catedral de Buenos Aires para comemorar eleição de Bergoglio

Fonte Agência Brasil/EBC 13/03/2013 às 19h

Buenos Aires – Assim que souberam que o arcebispo de Buenos Aires, Jorge Bergoglio, foi eleito papa, os argentinos saíram às ruas tocando buzinas. Apesar de ele ter estado entre os cardeais considerados “papaveis”, a escolha surpreendeu. “No ultimo conclave, em 2005, diziam que o novo papa seria da America Latina e Bergoglio estava entre os mais votados, mas acabaram escolhendo um europeu. Desta vez pensei que aconteceria o mesmo”, disse à Agência Brasil Marina Calcinari, que foi com o filho à Catedral de Buenos Aires para comemorar.

Aos poucos, as pessoas foram ocupando a igreja, que fica ao lado da Casa Rosada – sede do governo argentino. Erguendo rosários, bandeiras da Argentina e do Vaticano, eles entoavam o nome escolhido pelo papa eleito: Francisco.

“O nome que ele escolheu é simbólico – San Francisco é o santo dos pobres. E Bergoglio sempre foi um homem austero e humilde”, disse a Agencia Brasil, Angela Simonelli. O motorista de taxi Cristian Nietzel declarou que apertou a mão do novo papa quando ainda ele era cardeal. “Sinto orgulho, não pelo fato de Bergoglio ser argentino, mas pelo que ele é. Ele andava de ônibus e de metrô; trabalhava nas favelas;sempre manteve contato com os pobres e com o povo em geral”.

Segundo a jornalista Francesca Ambrogetti, uma das biógrafas de Bergoglio, o religioso tem “uma personalidade anbsolutamente moderada” e é capaz de fazer uma renovação na Igreja Católica “sem saltos ao vazio”, disse.

 

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 13/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Argentinos lotam Catedral de Buenos Aires para comemorar eleição de Bergoglio