Após falha de foguetes, nave privada cumpre missão na ISS

Fonte Imprensa Unicamp 24/03/2013 às 11h

Após falha de foguetes, nave privada cumpre missão na ISS

De acordo com nota divulgada pela SpaceX, a cápsula deverá permanecer 22 dias ligada à Estação Espacial Internacional.

Mesmo após sofrer uma pane nos propulsores, a cápsula Dragon, da empresa americana SpaceX, conseguiu completar uma viagem de reabastecimento da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Realizado no início de março, este foi o terceiro lançamento da nave privada para a Estação Espacial, e o primeiro a apresentar problemas.

Ao assumir o governo dos EUA em 2009, o presidente Barack Obama havia determinado que a Nasa pusesse de lado o desenvolvimento de uma tecnologia para substituir os ônibus espaciais, já em vias de aposentadoria, e se concentrasse em atividades de pesquisa científica e na criação de veículos para a exploração do espaço além da órbita da Lua.

Com isso, o serviço de acesso à órbita terrestre teria de ser terceirizado, inicialmente ao programa espacial russo, mas com a meta de que passasse a ser realizado por companhias privadas americanas, como forma de estímulo à imovação tecnológica e ao investimento no setor aeroespacial.

O cronograma de aposentadoria dos ônibus espaciais, definido na administração Bush, já previa uma lacuna entre o fim do uso daquela geração de naves e a entrada em ação da seguinte. Por isso, a agência espacial já contava com um programa para a contratação de voos comerciais para a órbita da Terra. Em 2008, a Nasa havia firmado um contrato para 12 voos de abastecimento da ISS com a SpaceX. Dos três voos com atracagem na ISS realizados pela companhia até agora, um foi de demonstração de tecnologia e os demais, já de atividade comercial.

O voo mais recente foi lançado em 1º de março. Após separar-se do segundo estágio do foguete lançador Falcon 9, também da companhia SpaceX, a cápsula sofreu pane em três de seus quatro propulsores. Apenas cinco horas mais tarde todos os equipamentos voltaram a funcionar. A nave obteve permissão para realizar a atracagem com a ISS um dia depois da data programada.

De acordo com nota divulgada pela SpaceX, a cápsula deverá permanecer 22 dias ligada à Estação Espacial Internacional. A Dragon levou 575 kg de suprimentos e trará de volta 1,2 tonelada de material referente a experimentos científicos.

Entre as pesquisas levadas pela cápsula à ISS, há trabalhos dedicados a avaliar os efeitos da microgravidade na formação de ligas metálicas e na produção de cristais. O contrato da SpaceX com a Nasa prevê que os 12 voos encomendados ocorram até 2016, por um preço global de US$ 1,6 bilhão (R$ 3,2 bilhões).

Imprensa Unicamp
Fonte Imprensa Unicamp 24/03/2013 ás 11h

Compartilhe

Após falha de foguetes, nave privada cumpre missão na ISS