Ao celebrar missa, papa alerta que Igreja não pode ser uma ONG piedosa

Fonte Agência Brasil/EBC 14/03/2013 às 20h

Ao celebrar missa, papa alerta que Igreja não pode ser uma ONG piedosa

Vaticano – O papa Francisco dedicou parte da celebração de sua primeira missa hoje (14) a alertar os fiéis para o papel da Igreja Católica Apostólica Romana. Após as leituras, o papa disse que a Igreja deve ser a companheira de Cristo e não uma organização não governamental (ONG) piedosa (que sente pena). Francisco usou a expressão “ONG piedosa”.

"Se nós não professarmos Jesus Cristo, nos converteremos em uma ONG piedosa, não em uma esposa [mulher] do Senhor", disse o papa Francisco, lembrando que todos são “mundanos”, mesmo os mais religiosos e, não “discípulos do Senhor”.

Realizada na Capela Sistina, a primeira missa do papa Francisco seguiu o ritual do período da Idade Média com cantos gregorianos, coral de meninos e os cardeais vestidos com trajes em branco, vermelho e dourado. O papa comungou e, em seguida, ofereceu a hóstia consagrada para os cardeais. A missa marca o fim do conclave, que o elegeu ontem (13).

O papa celebrará o Angelus, no domingo (17), na Praça São Pedro. Será a segunda aparição pública dele desde a eleição. Ontem, na primeira vez que saudou os fiéis, ele abaixou a cabeça e pediu orações para seu pontificado. A missa que marca o começo do pontificado de Francisco está marcada para terça-feira (19).

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 14/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Ao celebrar missa, papa alerta que Igreja não pode ser uma ONG piedosa