ANS adota programa de sustentabilidade socioambiental

Fonte ANS 14/05/2013 às 11h

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lança o seu primeiro programa interno de sustentabilidade socioambiental, baseado no princípio dos cinco “R”: Repensar, Reduzir, Reaproveitar, Reciclar e Recusar consumir produtos que não sejam ecologicamente responsáveis. O objetivo do programa é incorporar critérios de sustentabilidade nas atividades administrativas e operacionais da Agência, reduzindo o uso de materiais, água, esgoto, energia elétrica e melhorar a qualidade e vida dos servidores e colaboradores da Agência.

A sustentabilidade socioambiental vem sendo adotada pelos órgãos federais desde a década de 1990. A ANS incluiu o tema em sua Agenda Regulatória para o biênio 2013/2014.

Inicialmente, o programa adotado pela ANS está dividido em cinco eixos: uso racional dos recursos naturais e bens públicos, gestão adequada dos resíduos gerados, sensibilização e capacitação dos servidores, compras sustentáveis e qualidade de vida no ambiente de trabalho. Com base nestes eixos, a Agência está adotando medidas como redução do consumo de copos descartáveis de plástico, papel, cartuchos para impressão, energia elétrica, água e esgoto coleta seletiva e aumento na qualidade de vida no trabalho, entre outros.

Para isso, estão sendo adotadas medidas como campanhas de conscientização, monitoramento do uso de papel, impressão em frente e verso, adoção do papel reciclado, adoção de canecas e copos individuais, coleta seletiva solidária, substituição das máquinas de ar condicionado, adoção de lâmpadas eficientes, torneiras com temporizador, ginástica laboral e controle da hipertensão arterial, entre outros.

O objetivo da Agência para os próximos 12 meses, com a adoção do projeto de sustentabilidade socioambiental, é:

· Redução no uso de papel, cartuchos de impressão e copos descartáveis – 50%
· Redução no uso da energia elétrica – 10%
· Redução no uso de água – 60%
· Coleta seletiva – 100%

A sustentabilidade socioambiental começou a permear os órgãos federais na década de 1990, inicialmente como um trabalho voluntário de servidores. A partir de 2004 passou a fazer parte do Plano Plurianual e transformou-se na Agenda Ambiental da Administração Pública – A3P. Em 2012, foram publicados dois normativos para integrar ações de melhoria da eficiência no uso racional dos recursos públicos: a Portaria Interministerial Nº 244, que institui o Projeto Esplanada Sustentável, a IN Nº 10 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que institui as regras para elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentável - PLS.



Projetos Socioambientais

1) Redução do consumo de papel: foram implantadas ilhas de impressão, impressão em frente e verso, monitoramento de papel usado para impressão e cópias e compra de papel de madeira reflorestada. Serão desenvolvidas ações de conscientização para evitar desperdícios. O objetivo é reduzir em 50% o consumo de papel e com substituição do para papel reciclado.

2) Redução do consumo de copos descartáveis de plástico: Para isso, serão realizadas campanhas para uso de copos individuais não-descartáveis, disponibilizando copos permanentes para todos os servidores. A meta é reduzir em 50% o uso de copos descartáveis.

3) Cartuchos para impressão: O objetivo é reduzir o uso de cartuchos para impressão. A implantação do Gerenciamento Eletrônico de Documentos e Processo Eletrônico diminuirá em 50% a necessidade de impressão. Outra ação é a utilização da Eco Fonte, com economia de 20% na impressão.

4) Energia elétrica: A ANS vem implantando as diretrizes propostas pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel. Uma ação importante que está em andamento é a troca das máquinas responsáveis pelo sistema de refrigeração, que além de mais eficientes quanto ao consumo de energia, não utilizam água no processo de refrigeração. Também serão substituídas progressivamente as lâmpadas de 20 e 40 watts, por lâmpadas mais eficientes de 16 e 32 watts, economizando energia, sem perda de luminosidade. Também serão implantados sensores de movimento em banheiros, desligamento de parte dos elevadores em horários de menor movimento.

5) Água e esgoto: A ANS já implantou medidas importantes para economia de água como: vasos sanitários com caixas acopladas e acionamentos temporizados nas torneiras. Com a substituição do sistema de refrigeração, a economia de água estimada será de 80.000 litros/dia. Serão implantados os sistemas de captação de água da chuva e de reuso das “águas cinzas” (proveniente de lavagem de roupas, chuveiro, ralos e pias dos banheiros e copas) para utilização em descarga de vasos sanitários e lavagem de áreas comuns.

6) Coleta seletiva solidária: Busca o descarte ecológico de resíduos e contribui para a inclusão social dos catadores de materiais recicláveis. É possível alcançarmos 100% dos resíduos sólido gerados na ANS em um prazo de seis meses. A parceria com a cooperativa de material reciclável já foi firmada e coleta dos resíduos separados pela empresa que faz a limpeza e conservação do condomínio. Iniciaremos, a partir de junho de 2013, a campanha de separação dos resíduos junto aos servidores e colaboradores.

7) Qualidade de vida no ambiente de trabalho: O objetivo é satisfazer as necessidades do trabalhador ao desenvolver suas atividades na organização através de ações para o desenvolvimento pessoal e profissional. Atualmente já estão em andamento a ginástica laboral e o controle da hipertensão arterial. Estão previstas ações como: monitoramento e prevenção de riscos ambientais, combate aos assédios moral e sexual, criação de áreas comuns para integração dos servidores, celebração de datas comemorativas relacionadas à sustentabilidade e sensibilização dos servidores por meio de campanhas.

8) Compras e contratações sustentáveis: A ANS já incorporou em suas compras e contratações, elementos de sustentabilidade como a utilização de material de limpeza biodegradável e aquisição de papel proveniente de madeira de reflorestamento.

9) Deslocamento de pessoal: A ANS realiza o deslocamento aéreo por meio do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens (SCDP), que traz em si, critérios com foco na redução de gastos e sustentabilidade. Propõe-se o investimento em equipamentos que propiciem a realização de vídeo conferências, evitando-se assim, deslocamentos desnecessários para reuniões.

10) TI Verde: A ANS já adota o descarte de lixo eletrônico e a contratação de equipamentos com baixo consumo de energia, entre outros. Será ativado o dispositivo de hibernação dos computadores, que propicia menor consumo de energia após um tempo de inatividade. A meta é a ativação do dispositivo em 100% das máquinas no prazo de 180 dias.

ANS
Fonte ANS 14/05/2013 ás 11h

Compartilhe

ANS adota programa de sustentabilidade socioambiental