Ângela Portela manifesta preocupação com servidores da Assembléia Legislativa de RR

Fonte Agência Senado 16/04/2013 às 8h

A senadora Ângela Portela (PT-RR) apelou, nesta segunda-feira (15), para que o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Chico Guerra, busque uma solução para os servidores comissionados da Assembleia Legislativa do estado. Ângela explicou que o Ministério Público de Roraima solicitou a demissão de cerca de mil funcionários comissionados que estão em situação irregular e proibiu a nomeação de novos comissionados enquanto a assembleia não realizar concurso público.

- Complica-se ainda mais a situação quando se sabe que a assembleia já realizou concurso público, em 2010. Nesse concurso, aprovaram-se 126 candidatos, que, em tese, estariam já em condições de ser nomeados – explicou.

Ângela Portela disse que é necessário avaliar não somente a situação dos servidores comissionados, mas também dos concursados ainda não nomeados. A senadora ressaltou que os comissionados prestam um relevante serviço para a assembleia e se posicionou contra uma demissão em massa.

- Devemos reconhecer que, por definição, sempre será necessário ao Poder Público contar com os servidores comissionados. Esse princípio é ainda mais válido quando se fala no Poder Legislativo – disse.

Ângela Portela afirmou que, independente da situação dos comissionados, a nomeação dos servidores concursados deve ser imediata. Ela explicou que não há impedimentos orçamentários nem funcionais para a nomeação e pediu que “sejam cumpridas as regras do jogo”.

- O concurso foi realizado e teve a sua validade reconhecida em decisão judicial. Os aprovados devem, portanto, ter seus direitos reconhecidos, assim como as sentenças devem ser cumpridas – disse.

Pronatec

Ângela Portela destacou a relevância do Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para o país e para o estado de Roraima. Ela explicou que, no estado de Roraima, o programa é executado pela rede estadual de ensino e pelo Senai que, segundo ela, vem buscando cumprir suas metas com entusiasmo.

- O Senai dedicou-se com entusiasmo a participar da busca de suas metas. Passou a ser, em 2011, a única instituição do ensino profissionalizante de Roraima a atender o programa logo após a sua criação. No segundo momento, a rede estadual de ensino também passou a oferecer vagas visando a contemplar o Pronatec – disse.

Em aparte, o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) criticou a parceria do Pronatec com os entes do Sistema S. Ele explicou que as entidades Sesi e Senai possuem bilhões de reais aplicados no mercado financeiro e, portanto, o Pronatec não deveria colocar mais dinheiro da população nas entidades.

- Enquanto o governo está botando o dinheiro do Pronatec em cima do Sistema S, eles estão oferecendo cursos com preços exorbitantes tirando de sua responsabilidade a gratuidade e usando o dinheiro do Pronatec para fazer essa gratuidade – protestou.

O senador Paulo Paim elogiou o Pronatec e disse acreditar que a formação técnica oferecida pelo programa vai permitir que a juventude brasileira se prepare, ganhe um salário melhor e possa, inclusive, fazer uma universidade.

Agência Senado
Fonte Agência Senado 16/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Ângela Portela manifesta preocupação com servidores da Assembléia Legislativa de RR