Ancine lança editais de coprodução cinematográfica com quatro países

Fonte Agência Brasil 18/03/2013 às 20h

 

Rio de Janeiro - A Agência Nacional de Cinema (Ancine) abriu hoje (18) inscrições para três editais de coprodução de filmes, com a Argentina, o Uruguai e Portugal, além de um edital de desenvolvimento de projetos em parceria com a Itália. Serão investidos R$ 4 milhões na produção de dez longa-metragens e no desenvolvimento de mais seis, metade dos quais pela Ancine. As inscrições vão até o dia 2 de maio deste ano.

De acordo com nota divulgada pela agência, os editais com a Argentina, o Uruguai e Portugal preveem concursos para a concessão de apoio financeiro a projetos de produção de longas nos gêneros ficção, documentário ou animação. A Ancine exige que as filmagens não tenham começado até a data de abertura das inscrições.

As produtoras brasileiras só poderão concorrer se tiverem participação minoritária nos projetos de coprodução. Quando a participação brasileira fôr majoritária, a inscrição deve ser feita pelos sócios locais dos três países.

No caso da Argentina, serão selecionados dois projetos majoritariamente brasileiros e dois com predominância argentina. Cada um receberá, em moeda local, recurso de valor correspondente a US$ 250 mil.

O edital relativo ao Uruguai contemplará dois projetos, um majoritário de cada país, que receberão o equivalente a US$ 150 mil. A exemplo do que ocorre com a Argentina, este é o terceiro ano consecutivo em que a Ancine lança editais de coprodução com o Uruguai.

Segundo a nota da agência, com o edital lançado hoje, a Ancine retoma com Portugal, “após hiato de um ano, a mais antiga e tradicional parceria deste tipo”. Em parceria com o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), órgão do governo português, serão investidos US$ 600 mil em quatro projetos, dois majoritariamente brasileiros e dois com maior participação daquele país.

O acordo com a Itália é o segundo programa conjunto firmado entre a Ancine e a Direzione Generale per il Cinema. O edital contempla seis projetos, três a serem escolhidos pela agência brasileira e três pelo órgão italiano. No total, serão investidos 160 mil euros, convertidos em moeda local.

Dois dos projetos de escolha da Ancine serão de diretores iniciantes, e receberão 25 mil euros cada um. De acordo com o edital, é considerado autor iniciante aquele que tiver produzido, no máximo, um roteiro de sua autoria ou dirigido uma obra de longa-metragem.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 18/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Ancine lança editais de coprodução cinematográfica com quatro países