Ana Cláudia dá show em Belém, com ouro, recordes e índice nos 100 m para o Mundial: 11s05

Fonte Contrapé de Jonalismo 12/05/2013 às 15h

A velocista do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA voltou a fazer o melhor tempo sul-americano e a marca para o Mundial de Moscou.

São Paulo - A velocista Ana Cláudia Lemos Silva, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, deu show em Belém ao vencer os 100 m rasos em 11s05, novo recorde sul-americano, mais uma vez índice para o Mundial de Moscou e recorde do Grande Prêmio Brasil Caixa/Governo do Pará de Atletismo, neste domingo (12/5), no Mangueirão, em Belém. Cruzou a linha de chegada e, sorrindo, comemorou e mandou beijos para a arquibancada. "Quero correr atrás dos 10s99 e ser a primeira mulher da América do Sul a fazer os 100 m abaixo dos 11 segundos", garante. "Não sei quando vai ser isso, mas se for no Mundial vai ser mais gostoso."

Ana Cláudia mostrou que está em excelente forma ao voltar a quebrar o recorde sul-americano dos 100 m rasos - já havia batido a própria marca em Campinas (SP), no ultimo dia 4 de maio, com 11s13. Ana também repetiu o índice (11s17) para o Mundial de Moscou, em agosto.

"Sei que posso ir mais longe e quero correr atrás dessa marca, abaixo dos 11 segundos. Sou muito ambiciosa, meus sonhos, meus projetos são grandes e sei que tenho condições de fazer isso", diz.

Ana, nascida em Jaguaretama, Ceará, criada em Santa Catarina e radicada em São Paulo - treina com o técnico Katsuhico Nakaya, no Clube de Atletismo BM&FBOVESPA - também quebrou o recorde do GP Brasil, que era de 11s07 e pertencia à norte-americana Gwen Torrence desde 1994. Na prova deste domingo, as medalhas de prata e de bronze ficaram com as norte-americanas Mikele Barber (11s15) e Chauntae Bayne (11s18).

Também teve ouro do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA no salto com vara. Augusto Dutra mostrou em Belém que está mesmo na melhor fase da carreira ao vencer o salto com vara com 5,70 m, recorde pessoal. Com esse resultado, confirmou o índice CBAt para o Mundial de Moscou. Fábio já tinha obtido a marca de 5,60 m em duas oportunidades nas competições em pista coberta, quebrando, inclusive, o recorde sul-americano indoor, com 5,71 m.

"Depois da temporada indoor, estava treinando mal e meio angustiado", admitiu. "Agora o resultado saiu e por pouco não quebro o recorde sul-americano ao ar livre", disse o atleta da BM&FBovespa, de 22 anos, nascido na cidade de Marília, referindo-se às três tentativas feitas de ultrapassar 5,81 m. "No segundo salto raspei na barra e ela caiu, infelizmente."

A notícia triste na prova foi a lesão de Fábio Gomes da Silva, depois de garantir a medalha de prata, com 5,60 m. A suspeita é de que Fábio teve uma lesão no tendão de Aquiles. Qualificado para o Mundial, agora Fábio passa a ser dúvida.

O salto em distância teve vitória de atletas do Clube BM&FBOVESPA nas provas masculina e feminina. Mauro Vinícius Hilário da Silva, o Duda, ganhou em Belém, com 7,91 m, e foi bicampeão do GP - ainda segue em busca do índice para o Mundial, de 8,10 m. A medalha de prata ficou com o peruano Jorge Mc Farlane (7,69 m) e a de bronze com o espanhol Luis Felipe Meliz, com 7,66 m. No feminino, Keila Costa levou o ouro com 6,56 m (o índice para Moscou é 6,65 m). Bianca Stuart, das Bahamas, ficou com a prata (6,50 m) e Abigail Irozuru, da Grã-Bretanha, com o bronze (6,36 m). Tanto Duda quanto Keila ofereceram as medalhas de ouro para as mães, por meio do facebook.

Além das quatro medalhas de ouro, o Clube de Atletismo BM&FBOVESPA ainda conquistou mais duas de bronze em Belém, com Fernanda Raquel Borges no lançamento do disco, com 59,00 m, e com Jailma Sales de Lima nos 400 m com barreiras (58s25). No disco, o ouro ficou com Rocio Barbara Comba, da Argentina (62,77 m), e a prata com a brasileira Andressa Oliveira de Morais (60,46 m). Nas barreiras, a norte-americana Latosha Wallace venceu (56s39), com a sul-africana Wenda Theron em segundo (56s51).

Campeonato FPA
Outros atletas do Clube BM&FBOVESPA também competiram neste fim de semana, no Campeonato FPA Adulto, no Ibirapuera, em São Paulo. No sábado (11/5), o destaque foi Karla Rosa da Silva, que conquistou índice CBAt para o Mundial de Moscou no salto com vara, com 4,53 m. Ainda conquistaram o ouro Júlio César Miranda de Oliveira (lançamento do dardo, 71,46 m), Aílson da Silva Feitosa (100 m, 10s32) e Mário José dos Santos Júnior (20 km marcha atlética, 1h27min37s45).

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA completou dez anos em 2012, com a inauguração de seu Centro de Treinamento e a consolidação da Categoria de Base. O Clube integra o Instituto BM&FBOVESPA e tem parceria com Pão de Açúcar, CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e www.clubedeatletismo.org.br

Contrapé de Jonalismo
Fonte Contrapé de Jonalismo 12/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Ana Cláudia dá show em Belém, com ouro, recordes e índice nos 100 m para o Mundial: 11s05