Ana Amélia faz apelo por fortalecimento da indústria naval

Fonte Agência Senado 28/02/2013 às 20h

A perda de empregos da indústria naval para a China foi tema de pronunciamento da senadora Ana Amélia (PP-RS) nesta quinta-feira (28). Ela relatou que mais da metade dos postos de trabalho no estaleiro Inhaúma, na baía de Guanabara, estão ameaçados pela possível transferência de partes das obras de quatro plataformas de petróleo da Petrobras para a China.

A senadora disse que o Brasil precisa ser mais competitivo e deve dar continuidade a políticas de desenvolvimento como a da nacionalização da indústria naval.

- O foco do poder público e do setor privado deve ser o desenvolvimento, o crescimento, a geração de novos negócios em setores competitivos como esse da indústria naval - observou Ana Amélia.

O setor, na opinião da senadora, deve absorver tecnologias modernas em vários campos. Ela mencionou a abertura de consulta pública pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) para discutir os percentuais de conteúdo nacional a partir de março. Atualmente, 70% da fabricação tem de ser nacional, no caso da indústria naval. A Petrobras informa que os serviços a serem realizados na China representam menos de 3% do valor total dos contratos.

- É, portanto, uma dúvida que precisa ser esclarecida. Os profissionais que têm investido em formação técnica nas áreas de petróleo e gás, aço e indústria naval precisam de respostas seguras e confiáveis – disse Ana Amélia.

As dúvidas, de acordo com a senadora, poderão ser sanadas quando a presidente da Petrobras, Graça Foster, comparecer à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Ana Amélia já apresentou requerimento para que Foster seja convidada.

A senadora contou que outra oportunidade de debate dos rumos das empresas navais ocorrerá na 2ª Feira do Polo Naval, em Rio Grande (RS), de 12 a 15 de março, com 160 palestrantes e 200 expositores.

Por fim, ela pediu a valorização da indústria nacional e condições para que os contratos sejam respeitados sem prejuízos ao mercado de trabalho local e ao desenvolvimento da infraestrutura do país.

- O setor portuário, os investidores e os trabalhadores que atuam nesse setor, e a indústria naval, serão os maiores beneficiados.

 

Agência Senado
Fonte Agência Senado 28/02/2013 ás 20h

Compartilhe

Ana Amélia faz apelo por fortalecimento da indústria naval