Alunos da rede pública municipal visitam laboratórios do Hemocentro

Fonte Imprensa Unicamp 25/04/2013 às 19h

Alunos da rede pública municipal visitam laboratórios do Hemocentro

 Os laboratórios do Hemocentro de Campinas receberam na tarde da última terça-feira (23) a primeira visita de alunos de 8ªs séries de escolas públicas municipais. Com atividades que envolvemaulas práticas e teóricas, no ano passado, mais de 700 alunos tiveram a oportunidade de conhecer a diferença entre células procarióticas e eucarióticas, comparação entre células normais e alteradas por diversas causas, sobre as células do sangue e tipagem sanguínea, dentre outras coisas.

Experimentos como o de extração de DNA do morango e manipulação de bolsas que simulavam conter sangue, plasma e células sanguíneas despertaram o interesse dos alunos. As bolsas de sangue possuíam miçangas vermelhas e brancas que simulavam a proporção das células sanguíneas.

Para Amanda Rodrigues, aluna da EMEF Profª Clotilde Barraquet Von Zuben, sair do ambiente fechado da escola e do conteúdo estático é mais proveitoso. “Eu gostei muito da visita, porque aulas práticas são bem menos cansativas e muito mais interessantes”, afirma Amanda.

A professora de ciências Salete Battaglini que pelo terceiro ano consecutivo acompanha os alunos da EMEF Profª Clotilde Barraquet Von Zuben, avalia de forma positiva o aproveitamento do conteúdo pelos alunos que passam o dia inteiro nas dependências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “Eles acabam dando a devolutiva do que aprendem aqui na escola. Eles se recordam e dizem: isso, nós vimos na visita à UNICAMP”, conta Salete.

Para Simone Malacrida, professora da escola EMEF Dr. Lourenço Bellocchio, as atividades foram muito proveitosas e os alunos guardarão para sempre na memória o que aprenderam. “Espero que o que eles viram os inspirem a pensar no amanhã”, disse Simone.

De acordo com a coordenadora pedagógica do evento, Sofia Lieber, a manipulação de modelos e a interpretação de jogos proporcionados por essa visita aos laboratórios do Hemocentro pode aumentar a eficácia do ensino nas escolas. “A manipulação de bolsas usadas na coleta de sangue, por exemplo, permite compreender o papel da centrifugação e das bolsas múltiplas nos processos envolvidos na separação dos hemocomponentes”, comenta Sofia.

As visitas das escolas da rede pública municipal ao Hemocentro de Campinas ocorrerão até setembro deste ano e fazem parte de um projeto criado e organizado pelo INCT do Sangue em colaboração com o INFABIC e INCT Diabetes e Obesidade.

Imprensa Unicamp
Fonte Imprensa Unicamp 25/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Alunos da rede pública municipal visitam laboratórios do Hemocentro