"Água: conhecimento para gestão" é exemplo de inovação apresentada durante a 15ª Cúpula de Informações sobre a Água

Fonte Comunicação Fundação Parque Tecnológico Itaipu 11/08/2014 às 12h
O projeto desenvolve ações de comunicação, difusão, mobilização social, capacitação e educação para a gestão de recursos hídricos no Brasil e demais países da América Latina

Representantes de 24 países participaram da 15ª edição da “Water Information Summit (WIS)”, realizada entre 28 e 30 de julho, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) - Foz do Iguaçu (PR). Organizada pelo Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) e WaterWeb Consortium a cúpula tem como objetivo o intercâmbio de informações, boas práticas e tecnologias que permitam a gestão sustentável dos recursos hídricos por meio da web, possibilitando o acesso e a disseminação de dados e conhecimento.

A programação contou com seis sessões técnicas. Dentro da temática “Inovações tecnológicas para o gerenciamento de recursos hídrico”, o superintendente de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA), Luiz Corrêa Noronha, apresentou o Projeto “Água: conhecimento para gestão”.

O Projeto desenvolve ações de comunicação, difusão, mobilização social, capacitação e educação para a gestão de recursos hídricos no Brasil e demais países da América Latina. No âmbito da capacitação, oferece gratuitamente 34 cursos nas modalidades semipresencial e à distância (EaD). Em quatro anos, serão ofertadas 30 mil vagas, 10% delas no idioma espanhol.

Além do EaD, ferramenta presente em todos os cursos e que por si, já é uma inovação na forma de oferecer capacitação sobre o tema “gestão de recursos hídricos”, Noronha explica que a inovação que se pretendeu apresentar neste encontro é “menos tecnológica e mais institucional”.

O superintendente contextualiza que a Política Nacional de Recursos Hídricos brasileira é reconhecida mundialmente como avançada. No entanto, precisa melhorias no que diz respeito as ferramentas de gestão. “A política pervê apenas cinco instrumentos de gestão, entre eles a outorga dos direitos de uso de água, a cobrança pelo uso e o enquadramento em classes. Todos são instrumentos tecnocráticos e sentimos a falta de itens como a capacitação, a comunicação, cadastro, entre muitos outros”, diz.

Segundo ele, hoje são analisados outros 32 instrumentos, sendo a capacitação um deles. “Desde que se percebeu que a capacitação e a comunicação são ferramentas poderosas de gestão, passou-se a incentivar e investir em capacitação para todo o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh)”.
Em recente pesquisa realizada em todos os estados brasileiros, foi unanime a solicitação de novas capacitação para os membros do sistema – estima-se que sejam mais de 200 mil pessoas envolvidas. “Melhorar essa variável é sinônimo de melhorar o sistema de gestão”, pontua, lembrando que além dessas pessoas (que já conhecem a política e os sistemas), ainda é preciso desenvolver ações que levem para as outras pessoas, o entendimento do que é a gestão de recursos hídricos, o que se tem feito e o papel que cada um neste contexto. “São públicos e temas diversos, ou seja, o desafio é grade”.

Não contando com estrutura física e recursos humanos suficientes para atender toda essa demanda e objetivos, a estratégia adotada pela Agência é a busca de parcerias com instituições que tem know-how e agilidade para a elaboração e oferta de cursos. Hoje, a ANA oferta capacitações em diversas temáticas e para distintos públicos, inclusive internacional.

O Projeto “Água: conhecimento para gestão” é fruto de convênio firmado em 2011, entre ANA e Fundação PTI, com apoio da Itaipu Binacional. Segundo Noronha este é hoje o convênio que gera o maior número de capacitados. O sucesso do projeto pode ser mensurado pela alta procura pelos cursos (a concorrência chega a 26 candidatos/vaga) e o baixo índice de evasão para a modalidade, que hoje é de 20%.

Para o superintendente, o desafio agora é inovar dentro das capacitações, buscando e criando novas formas de levar conhecimento e promover a troca de experiências entre pessoas e instituições.

Foz do Iguaçu, agosto de 2014.

www.aguaegestao.com.br
www.facebook.com/aguaegestao | www.twitter.com/aguaegestao
Comunicação Fundação Parque Tecnológico Itaipu
Fonte Comunicação Fundação Parque Tecnológico Itaipu 11/08/2014 ás 12h

Compartilhe

"Água: conhecimento para gestão" é exemplo de inovação apresentada durante a 15ª Cúpula de Informações sobre a Água