Advogado de Battisti diz que já esperava que Toffoli não participasse de julgamento

Fonte Ansa Flash. 19/11/2009 às 0h
A decisão do ministro Dias Toffoli de não participar do julgamento do caso de Cesare Battisti no Supremo Tribunal Federal (STF) "foi ruim", mas já era esperada pela defesa do italiano.

Em declarações à ANSA no Plenário do STF, o advogado Luís Roberto Barroso, que defende o ex-militante de esquerda, afirmou que esta é uma notícia "ruim", mas "já esperávamos".

Nesse sentido, o jurista voltou dizer que crê na intervenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Acredito que Lula vai ratificar o refúgio".

Barroso também reiterou que irá pedir que o ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo, não vote no caso. Ele deve "se abster, porque este é um caso análogo ao de habeas corpus".

O STF retomou hoje a audiência sobre o caso de Battisti, que é requerido pela Itália, onde é condenado à prisão perpétua pela morte de quatro pessoas. Contudo, no Brasil ele foi beneficiado pelo status de refugiado político em janeiro passado.

A sessão anterior, do dia 9 de setembro, foi encerrada com o pedido de vista de Marco Aurélio Mello, primeiro a se pronunciar na audiência de hoje. Na primeira votação, o placar terminou em 4 a 3 pela extradição.
Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Advogado de Battisti diz que já esperava que Toffoli não participasse de julgamento