Adiada sabatina de Wilson Trezza no Senado para assumir presidência da Abin

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
 A sabatina na Comissão de Relações Exteriores do Senado do diretor-geral substituto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Roberta Trezza, prevista para hoje (8) foi adiada em decorrência de um pedido de vista feito pelo senador Heráclito Fortes (DEM-PI). O adiamento gerou um debate entre os parlamentares uma vez que Trezza, que já ocupa o cargo há mais de um ano, já estava no plenário do colegiado para ser sabatinado.

“O doutor Trezza não é responsável pelas "trapalhadas" que tem sido feitas pela Abin. Não tenho nenhum reparo ao relatório [do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE)], mas à forma "atabalhoada" como a instituição tem agido”, afirmou Fortes logo após a leitura do parecer feita pelo relator tucano. A sabatina ocorrerá na próxima semana.

Heráclito Fortes concordou que o diretor não é responsável pelas “trapalhadas” que teriam sido conduzidas pela Abin. O peemedebista Wellington Salgado (PMDB-MG), porém, acusou o colega do DEM de deselegância com a autoridade, uma vez que Wilson Trezza já estava presente para ser sabatinado.

Salgado lembrou que é direito de qualquer parlamentar o pedido de vista e ressalvou que a atitude foi “uma descortesia com o diretor”.

Pedro Simon disse que em nenhum momento o parlamentar do DEM conduziu-se com deselegância, mas a forma como foi feito o pedido de vista levou à essa consideração. Já Renato Casagrande (PSB-ES), afirmou que o pedido não tem relação com a discussão de eventuais problemas administrativos da instituição.

A agência teve envolvimento na Operação Satiagraha que investigou uma série de crimes financeiros, o que levou à prisão empresários como Daniel Dantas, o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e o investidor Naji Nahas, entre outros.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Adiada sabatina de Wilson Trezza no Senado para assumir presidência da Abin