Ações de combate e prevenção aos incêndios florestais tem início em Rondônia

Fonte Ascom/Ibama 28/05/2013 às 10h

Porto Velho (27/05/2013) - Antecipando-se às queimadas, tendo em vista o período de seca que se aproxima (julho), o Ibama, por meio do seu Centro Especializado de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevfogo), já começou a capacitação e seleção de brigadistas para comporem as Brigadas de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Ibama em Rondônia e no sul do Amazonas.

 

Conforme o número de focos de calor verificados em anos anteriores nas áreas criticas, os municípios escolhidos este ano para sediarem as Brigadas em Rondônia são, no interior, Cujubim, Machadinho do Oeste e Candeias, no assentamento Jequitibá. Na capital Porto Velho, no assentamento Joana D’arc, e no assentamento Nilson Campos. No sul do Amazonas, competência do Ibama/RO, no município de Apuí, no assentamento Aripuanã, em Manicoré, no assentamento Matupi e na Terra Indígena Tenharim-Marmelo, situada às margens da Rodovia Transamazônica.

Serão contratados 167 brigadistas, entre eles, 15 indígenas. As brigadas estarão instaladas de 03 de junho a 30 de novembro. Nesse período, as atividades, além do combate, se darão na prevenção de incêndios florestais, através de conversas diretas com agricultores e de palestras em associações e instituições públicas como secretarias estaduais e municipais de meio ambiente.

De acordo com o Prevfogo em Rondônia, está previsto para o estado o curso de peritos em investigação de incêndios florestais. O aluno terá condições de determinar causa e origem dos incêndios, tornando com isso mais fácil a responsabilização administrativa, civil e criminal das pessoas que promovem queimadas ilegais. O curso será destinado a instituições ligadas ao meio ambiente, das três esferas.

O Prevfogo é referência mundial em capacitação, prevenção e combate a incêndios florestais. Em 2012 esteve no Chile combatendo um grande incêndio. Este ano, irá ministrar cursos de capacitação na Bolívia e novamente na Colômbia, onde já esteve em 2010.

O Superintendente do Ibama em Rondônia, Paulo Diniz, relata que o estado conta com uma das três Brigadas Especializadas de Pronto Emprego do país, segundo ele, isso torna Rondônia referência no combate a incêndios florestais de grandes proporções. As outras duas Brigadas Especiais de Pronto Emprego estão sediadas no Rio de Janeiro e em Brasília.

Nos últimos cinco anos, o Ibama, por meio de seus brigadistas, produziu 800 mil mudas visando ao reflorestamento de áreas queimadas. O governo federal contratará este ano 1600 brigadistas distribuídos em 50 municípios, investindo cerca de R$ 20 milhões no programa.


Ascom/Ibama
Fonte Ascom/Ibama 28/05/2013 ás 10h

Compartilhe

Ações de combate e prevenção aos incêndios florestais tem início em Rondônia