Abril trouxe a primavera para o mercado europeu de automóveis e pela primeira vez, em 19 meses

Fonte Imprensa Ford Brasil 18/05/2013 às 21h

De acordo com economistas da Bloomberg News, abril trouxe a primavera para o mercado europeu de automóveis e pela primeira vez, em 19 meses, o saldo de vendas foi positivo. Parece que a confiança do consumidor, inesperadamente, voltou no último abril, na zona do Euro, adicionando sinais de que o bloco monetário poderá sair da recessão, no segundo semestre.

Nada de otimismo exagerado, pois os estudos revelam uma previsão de estagnação até o final deste primeiro semestre e só voltar a crescer no terceiro trimestre, em pleno verão europeu.

A recuperação das vendas na Europa se deve ao crescimento dos mercados do Reino Unido e Alemanha e pelos indícios de que os governos tomarão medidas para conter a retração na economia dos países da zona do Euro. A venda de 1,08 milhão de veículos, superior em 2% em relação a 2012, de 1,06 milhão de unidades, foi divulgada pela ACEA – Associação dos Construtores Europeus de Automóveis.

O maior ganho, por fabricante, foi da Daimler, que registrou 11% de aumento nas vendas, principalmente pela forte demanda do compacto Classe A, com 13% de evolução.

O Grupo Volkswagen, maior fabricante da Europa, foi outro vencedor em abril, com um ganho de 7 por cento, liderado por um aumento de 9 por cento da marca premium Audi.

Dessa forma, a comercialização de automóveis na Alemanha, a maior economia da Europa, com aumento total de 4 por cento, encerrando cinco meses de quedas, indica uma positiva recuperação do país e a idéia de que o período negativo das vendas esta perto do fim.

Entre as que ainda registram prejuízos estão a PSA / Peugeot-Citroen, segunda maior montadora da região, que caiu 10 por cento, o Grupo BMW cujas vendas caíram 3%, e a General Motors também com queda de 4% em abril, liderada por uma queda de 28 por cento para a marca Chevrolet. Outras marcas regionais da GM como a Opel e Vauxhall tiveram ganho de 2 por cento.

As vendas da Fiat, na Europa, em abril, caíram 10 por cento por causa do mal desempenho das divisões Alfa Romeo e Jeep. A Renault, por sua vez, registrou um aumento de 5 por cento, especialmente pelo acréscimo das vendas da marca Dacia, em 28 por cento.

Nissan vendeu 7 por cento mais carros na Europa. Entre outras asiáticas, as vendas na Europa subiram 5 por cento na Toyota e 2 por cento na Hyundai.

A Ford Motor Co., com queda de 1 por cento na região, em abril, e prejuízos estimados em 2 bilhões de dólares até o final de 2013, progride no mercado europeu com o lançamento de suas plataformas globais, inclusive com o Fiesta, um dos carros mais vendidos no velho continente. E, agora, esta pronta para o início das vendas do EcoSport, SUV compacto que gera grande expectativa no mercado. Além disso, a empresa americana acaba de anunciar uma forte campanha publicitária no continente que começa no dia 25 de maio, na final do maior campeonato europeu interclubes de futebol, a Champions League.

Números da ACEA incluem registros de 27 países da União Europeia, bem como a Suíça, Noruega e Islândia. As vendas de automóveis na região caíram 9 por cento em janeiro e 10 por cento em fevereiro e março últimos.

Imprensa Ford Brasil
Fonte Imprensa Ford Brasil 18/05/2013 ás 21h

Compartilhe

Abril trouxe a primavera para o mercado europeu de automóveis e pela primeira vez, em 19 meses