A Europa revê as metas climáticas

Fonte Evaldo Costa 13/03/2013 às 17h

A União Europeia está revendo com otimismo as suas metas de emissões de carbono. Os fabricantes de carros elétricos estão procurando novas maneiras para atingir as suas metas, pois as vendas deles ainda não atingiram os patamares desejados por fabricantes e governantes de vários países europeus.

A União Europeia tem apostado nos carros eco-friendly para redução da poluição, mas as chances de atingir as metas estabelecidas contando com os veículos “verdes” será difícil, devido aos volumes modestos alcançados até o momento.

Mesmo a Dinamarca, que tem um número relativamente alto de carros elétricos por habitante, rebaixou as expectativas de vendas de 400 mil carros elétricos até 2020, para 200 mil. No entanto, não é um caso de desistência do plano de expansão dos veículos eco-friendly e sim um novo dimensionamento das metas.

A União Europeia sabe que o aumento da demanda será gradativa e não um boom, a exemplo do que ocorreu com os aparelhos de telefones celulares. Para tentar atrair o consumidor, que se encontra ressabiado com a pouca infraestrutura de recarga, a comissão europeia resolveu instalar de 795 mil estações de carregamento para os veículos elétricos em toda a UE até 2020.

A posição da UE sobre o desempenho dos veículos elétricos é resumida da seguinte forma: "Nós podemos finalmente acabar com a discussão sobre o ovo e da galinha, quando se trata de saber se a infraestrutura precisa estar presente antes que haja explosão de vendas dos carros elétricos ". E ressalta o site da Comissão Europeia em 02/03/2013, "Tem que fazer sentido comprar um carro elétrico e não faz, se você não pode cruzar o país sem ficar sem carga".

Em novembro de 2012, cerca de 15 mil estações de carregamento de veículos elétricos foram instalados na Europa, de acordo com o Serviço de Notícias Ambientais europeu. Porém, esse número foi pequeno para dar segurança aos consumidores. Os fabricantes de automóveis estão tentando fazer a sua parte. No Salão de Genebra, na semana passada, a Volkswagen apresentou o XL1 diesel-elétrico, enquanto a PSA Peugeot Citröen lançou um carro híbrido com ar comprimido. Além disso, muitos modelos de veículos elétricos estão sendo apresentados ou em fase de desenvolvimento.

Governos de todas as partes sabem que muitas soluções estão sendo amadurecidas. Modelos híbridos tradicionais estão em plena evolução, os híbridos plug-in tem sido aprimorados a cada dia, novos extensores para carros elétricos tem aumentado a autonomia dos veículos, carros a hidrogênio, híbridos com uso de Ar Comprimido, híbridos com uso de Etanol surgem ou são modernizados.

Portanto, tanto a Europa quando a América do Norte e parte da Ásia, especialmente, Japão, China e Índia não estão economizando recursos financeiros e esforços políticos para viabilizar a mobilidade sustentável, até porque não há solução melhor a caminho.

Pense nisso e ótimo dia,

Evaldo Costa

Escritor, conferencista e Diretor do Instituto das Concessionárias do Brasil

Blog: verdesobrerodas.com.br

E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com

Siga no Twitter/LinkedIn/Facebook/Orkut: evaldocosta@icbr.com.br

Evaldo Costa
Fonte Evaldo Costa 13/03/2013 ás 17h

Compartilhe

A Europa revê as metas climáticas