A Editora Peirópolis lança, este mês, a obra Enquanto o meu cabelo crescia

Fonte Communica Brasil 30/03/2013 às 10h

Para todas as idades, livro aborda temas como amizade, diversidade e preconceitos cortados à tesoura

FICHA TÉCNICA

Título: Enquanto o meu cabelo crescia

Autora: Isabel Minhós Martins

Ilustradora: Madalena Matoso

Formato: 22 x 28cm

Nº de páginas: 28

ISBN: 978-85-7596-301-2

Preço: R$32,00

A Editora Peirópolis lança, este mês, a obra Enquanto o meu cabelo crescia, escrito por Isabel Minhós Martins e ilustrado por Madalena Matoso. O livro, publicado originalmente em Portugal pela Editora/Ateliê Planeta Tangerina, pode ser apreciado por pessoas de todas as idades. Abordando temas como amizade e diversidade, a obra conta as transformações que acontecem dentro de um salão de cabeleireiro.

Vera, protagonista da história, é uma garotinha que adora frequentar, junto com a avó, o salão de Mila, uma cabeleireira que, além dos cabelos, compreende tudo o que acontece dentro da cabeça de suas clientes. Os cabelos não são um assunto fácil. Quem os tem lisos, prefere-os cacheados. Quem os tem escuros, acha os loiros mais bonitos. Quem os tem curtos, espera que cresçam depressa. Mila sabe de tudo isto e é capaz de surpreender os clientes com as transformações mais mirabolantes. Mas, pequenas tragédias também podem acontecer.

Com ilustrações simples e divertidas, o livro sobre penteados fala de mudanças, preconceitos cortados à tesoura e sobre os pequenos (grandes) desgostos que acompanham a infância e ajudam a crescer.

Sobre a autora

Isabel Minhós Martins nasceu em Lisboa, Portugal. Formou-se em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes, em 1997. Fundou, juntamente com três amigos, a Editora Planeta Tangerina. Tem livros publicados na Espanha, França, Inglaterra, Itália, Noruega, Coreia e no Brasil.

Sobre a ilustradora

Madalena Matoso nasceu em Lisboa, em 1974. Estudou Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa e pós-graduou-se em Design de Gráfico Editorial pela Faculdade de Belas Artes de Barcelona. Em 1999, criou com três amigos o Planeta Tangerina, atelier de ilustração e design gráfico. Em 2006, o Planeta Tangerina começou também a editar álbuns ilustrados. Com os livros “Uma Mesa É uma Mesa. Será?”, “Quando Eu Nasci” e “Andar por Aí”recebeu menções especiais no Prémio Nacional de Ilustração (todos editados pelo Planeta Tangerina e com textos de Isabel Minhós Martins, em 2006, 2007 e 2009, respectivamente). Em 2008, recebeu o Prêmio Nacional de Ilustração pelo livro“A Charada da Bicharada”, editado pela Texto Editores, com texto de Alice Vieira.

Sobre a Editora Peirópolis

Criada em 1994, a Editora Peirópolis tem como missão contribuir para a construção de um mundo mais solidário, justo e harmônico, publicando literatura que ofereça novas perspectivas para a compreensão do ser humano e do seu papel no planeta. Suas linhas editoriais oferecem formas renovadas de trabalhar temas como ética, cidadania, pluralidade cultural, desenvolvimento social, ecologia e meio ambiente – por meio de uma visão transdisciplinar e integrada. Além disso, é pioneira em coleções dedicadas à literatura indígena, à mitologia africana e ao folclore brasileiro. A editora está afinada com os propósitos do terceiro setor, participando ativamente do crescente movimento de sua profissionalização. Para saber mais sobre a Peirópolis, acesse www.editorapeiropolis.com.br

Communica Brasil
Fonte Communica Brasil 30/03/2013 ás 10h

Compartilhe

A Editora Peirópolis lança, este mês, a obra Enquanto o meu cabelo crescia